sábado, 13 de setembro de 2014

DANDO LEITE PRO AMIGO DO MEU FILHO

Me chamo Roberto mas todos me chamam de Beto ou Betão. Sou negro, 1,89, mãos grandes e dedos grossos. Tenho um corpo legal. Sou meio fortinho. Não por academia mas por genética. Tenho Pesão (calço 44) e tenho 39 anos. Meu moleque nasceu quando eu tinha 19 anos. Novo mas sempre quis ser pai. Então não importava. Hoje Sou separado da mae dele. Moro sozinho e ele passa os finais de semana aqui. Quando meu filho fez 18 anos ele me chamou e assumiu ser gay pra mim. Levei numa boa. Dei conselhos e tentei passar minha perspectiva de vida pra ele. disse que não queria ver ele mal falado e nem sofrendo. Ele chorou e me abraçou. depois desse dia meu relacionamento com ele melhorou muito. Ele sempre desabafou comigo. E isso gerava confiança respeito e amor mútuo. Amor de pai pra filho claro. Ele tinha um amigo inseparável. O Adriano. Adriano era Branquinho. Por volta de 1,72. Traços bonitos e delicados. Tinha um corpo normal. Nada chamativo. Meu filho era moreno clarinho quase branco. Um corpo bonito, pernas grossas e uma bunda enorme que destacava nas roupas que usava. Tudo corria bem. Ate que Adriano começou a dormir aaqui em casa. Desconfiava dos dois que tivessem um caso ou namorassem as escondidas. Durou pouco essa dúvida. Numa noite de sábado por volta das 23h da noite tava no meu quarto quando ouvi uns barulhos e gemidos vindos do quarto do meu filho. Fui caminhando pouco a pouco ate que cheguei na porta do quarto e nao acreditava no que via. O Adriano tava de 4 e meu moleque lambendo aquele rabo. Pequeno mas o cuzinho parecia fechado. Meu filho mamava com maestria naquele rabo. Eu assistia a tudo bem atento. - Ai nego, chupa meu cuzinho vai. Que tesão. Chupa meu rabinho vai .. - Ta gostoso Dri ? sente mais minha lingua nesse rabo sente . - que delicia. Agora eh minha vez .. Pensei que meu moleque ia dar de mamar praquele puto . ia dar piroca pra ele .. Só pensei .. - Anda nego .. Fica de 4 ai .. Quando Adriano se llevantou meu filho ficou de 4 pra ele. O puto me viu e piscou. . Parece que ascendeu o tesão mais ainda dele e mandou ver no rabo do meu filho. . - Ai Dri chupa meu cuzinho chupa. Que tesão. Hssss que delicia. Mama esse rabão mama.. - Isso nego .. Abre esse rabão pra eu meter a lingua. . ta gostando seu puto? - hssss dms .. Nuss hssss aai Dri que tesão. Isso caralho. Puts! Aquelas duas putinhas. Meu moleque e o amigo dele. Adoravam pau no cu mas não tinham então se revesavam um no cuzinho do outro .. Quando vi meu filho de 4 meu pai endureceu na hora. Puts. Que rabão era aquele. Cuzao msm. Puto. Meu tesão foi além. Meu pau já tava rasgando a cueca e muito babado. Queria gozar e muito. Tenho 22cm de pau .. Preto grande grosso cabeçudo. O puto do Adriano via e ria. Caprichava no rabo do meu filho. E ele nem sabendo que eu tava vendo ele ser enrabado. Queria gozar .. Sai dali pro meu quarto .. Tirei o pau Pra fora. Deitei na cama. Bati uma bem gostosa e Apaguei. Acordei de madrugada com uma sensação muito gostosa. Mas continuei dormindo. Quando começo a sentir meu pau endurecer e uma mãozinha segurando e batendo pra mim. Fui abrindo os olhos e não acreditei no que vi. O puto do Adriano tentando enfiar meu pau na boca mas sem sucesso. Mal dava a cabeca. .. Meu tesão era demais. E não resisti e entrei na dele. - Mama essa piroca aai sua putinha. Você lambendo o rabo do meu filho mas doido na piroca do pai dele ne .. Hssss hssss putinha do caralho. - que delicia de rola. A maior que já vi. Delícias demais .. Me da mais da .. Hssss hssss ... Batia na cara dele com a piroca. Dava tapas .. Fazia o puto engasgar. - hssss me faz engasgar mais faz .. Delicia hssss. -Abre esse cuzinho pra mim que quero foder ele todo .. - não vou aguentar dar pra você. não tenho muita experiência .. Mas goza na minha boca? - como quiser putinha. Mama ai vai que vou te dar leitinho .. Bati uma bem gostosa e enchi a cara do puto de muita porra .. - Agora sei porque te chamam de Betão. Obg pelo leitinho. - volte sempre putinha .. Saiu e trancou a porta .. Voltei a dormir e acordei de manha e o Adriano já tinha ido embora.. Só que a ficha começou a cair e eu tinha feito burrada. Como vou reagir com Meu filho agora? Algum palpite? Se.vocês pensam que acabou .. Sabe se nada inocente... hahahaha CONTINUA .....

ENQUANTO MEU PADRASTO DORMIA..

Me chamo Felipe. O que vou relatar aconteceu a pouco tempo. Tenho 21 anos, moreno, 1,73 de altura e 72kg. Tenho um corpo legal e uma bunda bem grande e gulosa. Sou assumido e minha família sabe. Moramos minha mae e eu. Ela se separou de meu pai eu ainda tinha 10 anos mas me dou bem com ele. Minha mae tem um namorado lindo. Namoram há uns 2 anos. Ele se chama Pedro. Pedro tem seus 38 anos. Eh alto, negro, coxas grossas, braços grandes. Cara e jeito de macho. Sempre reparei nele e sempre tive mto tesão por ele mas ele sempre me tratou bem e nunca passou disso. Ele trabalhava bastante. Era divertido, bem alegre. Sempre conversamos sobre tudo abertamente. Eu estava solteiro a mto tempo e meu cuzinho tava piscando por uma pica grossa e grande. E Pedro parecia ter. Sempre bati mta punheta com dois dedos no cu pensando nele. Meu tesão aumentava ainda mais quando ele e minha mae transavam. Era mta gemeção e isso me deixava doido de tesão e curiosidade. Somos naturais da Bahia mas moramos em Belo Horizonte. Em uma época minha tia adoeceu e minha mae que era sua sobrinha predileta foi ficar cm ela uns dias. Ela era dona de casa então sempre teve livre.comeu padastro e eu trabalhávamos mto e não poderíamos ir por este motivo. Ela foi numa quarta. Na quarta e quinta e na sexta tudo correu normalmente. Pedro e eu conversavamos mto e na sexta resolvemos comprar umas cervejas e beber. Papo vai,papo vem, chegamos ao assunto sexo. - Pow Pedro hoje eu vou poder dormir em paz ne. Vc e a mamãe não dão uma folga. Parece que não cansam. - que nada Felipe. Tenho que por meu pau trabalhar .. Tenho mto leite nele eentão preciso por pra fora. Nessa hora meu cu piscou e fiquei num tesão inexplicável. Mas ele continuou: - Eh mas quando vinha aquele seu ex namorado aqui tb não dava sossego. Vcs gemiam a noite inteira. Aproveitei para provocar ... - Que nada. Tenho um cuzinho mto guloso que tem mta sede de leite e uma boca que adora receber paus grandes e grossos e babões. Nessa hora rimos ate que ele cortou dizendo: - Pow vc com esse jeitão todo de homem eh a mulher da relação. Não sabia que era vc quem dava o cuzinho. - Sou eu sim.. E amo dar esse meu cuzinho. Amo sentar numa rola grossa ..meu tesão eh sentir ela no fundo do meu rabinho. Mas vc tb deve passar bem cm o cuzinho da minha mae. Pelos gritos dela. - Quem me dera. Sua mãe não me da atrás. Ela grita de natureza. Escandalosa kkkkk. Mas gosto assim. Que chora na minha vara. Tem que dar conta ate o final. Esse jeito dele falar me fazia arrepiar todo .. e cada vez mais queria dar para aquele negão. Mas não sabia como. - Pow Felipe já que a cerveja acabou vou subir pra dormir. Ate amanha. Droga! e agora? Como eu vou dar pro meu padrasto? Pensei comigo. Fui pro meu quarto e tomei um belo banho. Ficando Lisinho e bem cheiroso. Era agora ou nunca. Entrei de fininho no quarto do meu padrasto. Ele tava dormindo de cueca branca que marcava um pau bem grande e suculento. Ele já tava mto tonto e apagou rápido. Aproveitei e comecei a cheirar aquele pau e chupei. Deixei ele bem molhado. Mamei feito uma puta e ele nada. Dormia feito anjo hahaha. Peguei meu lubrificante e lambuzei meu cuzinho e aquele pau delicioso. Fiquei de costas pra ele e me encaixei no meio daquelas pernas grossas. Meti aquele pau de uma vez no meu cuzinho. Sentei de costas pra ele cm o corpo deitado pros pés daquele macho. Msm se ele acordasse e xingasse o pau já tava todo no meu rabinho. Então comecei a rebolar pra acostumar. Cavalguei como uma puta e gemia naquela vara me invadindo. Não podia acreditar. Era loucura. mas tava mto bom. - Delícia de rola, ta atoladinha no meu cuzinho. Agora vc vai comer um cu gostoso e guloso já que sua mulher não da o dela. Mete nesse rabo. Gostoso. Já falava isso alto sem me importar se ele acordaria ou não.. - Puta que pariu o que ta fazendo ai? Dizia Pedro assustado e não acreditando no que via. Mas ainda assim gemendo pois eu sentava forte engolindo aquele pau todo. - Aii Pedro .. hssss ta mto bom .. Mto tempo que não dou meu rabinho hssss e esse pau ta acabando com ele todo . hssss ta dms cara hssss. - Porra Felipe vai me fazer gozar cara. Sabia que tu era uma putinha .. Se já começou termina o serviço sua bichinha. Hssss senta na rola do papai senta .. Assim isso hssss isso vai putinha. - Ai meu macho Fode gostoso Fodeu .. Come sem dó.. bomba no meu rabo vai hssss .. Que tesão .. To gozando sem por a mao no meu pau. Bomba mais bomba .. Vai hssss .. Agora sei pq minha mae gemia tanto. Mete vai .. Me mata de tesão .. Hssss... Hssss ... - Ta gostando ta ? Fica de 4 que agora vou encher esse Teu rabo de leite. Isso .. Engole esse pau cm esse bundão. Vai .. Isso .. Abre o cuzinho. Hssss hssss .. Isso aguenta tudo sua putinha. . - hssss vai mete fundo mete hssss .... Me faz gozar mais ffaz .. Hssss ... - Ai caralho to gozando to gozando.. Ai ai ai hssssssssss hssssssssss ... Senti meu cuzinho ser inundado por aquele pau cheinho de leite. gozei denovo sem nem encostar no pau .. Caímos um sobre o outro. - Ai papai. Delicia de pau. Quero todo dia. Vc vai me da? - É uma safada msm. Acabou de levar pau no cu e já ta pensando na próxima é ? Agr vai ter qe da pro papai aqui smp que eu quiser. - Vai ser um prazer. Dps disso agora smp dou meu cuzinho pro meu padrasto gostoso. Ate a proxima.

POSTER DO MES DE AGOSTO E SETEMBRO

SOLDADO PAZUDO

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

NERDS GOSTOSOS E PAUZUDOS

PAQUITOS PELADOS MOSSTRANDO SUAS PIROCAS

PAQUITOS EM FETICHES...

PIROCA DOS PAQUITOS..

PAUZUDO NO ESPELHO

PAQUITINHO NA CAM

PAQUITO MATHEUS DUTRA NA CAM

PEOES TESUDOS

AMOR PARADISACO

VIZINHOS SE PEGANDO

EXECULTIVOS HOT

MEU TIO PM A GRANDE SUPRESA PART2

Amores como não terei tempo essa semana, vou logo adiantar o fim do relato. Tio rick fardado de pm e rony com suas roupas de Bad Boy deixou yago e eu boquiabertos. Dous deuses à nossa disposição. Ao beijar yago confirmando a pergunta de rony ele diz: -que caralho, to com tanto tezão que meu pau está doendo. Yago e eu paramos o beijo para rir do comentário. Olhei pra meu tio, que estava com uma cara de lobo faminto e disse: -tio minha vontade era te dar a noite toda, mas vou começar com rony... só que quero que foda yago como fez comigo, pois ele não acreditou quando eu contei tudo e que até fiquei com as pernas trêmulas. Ele concordou, já olhava pra yago com tanta sede que eu falei: -yago seu puto, agora você vai saber o que é ser fodido de verdade. Todos rimos e meu tio falou que no meio trocaríamos de par. Olhei para rony e sorri. Ele me olhava com uma cara safada interpretando seu papel de bad boy fielmente. Não achava que ele teria uma pica grande, pois ele é um pouco mais baixo que eu. Deve ter 1.75 de altura. Fui em sua direção e parei em sua frente, ele botou a mão na minha nuca e me puxou para um beijo devastador, eu não acreditava que era ele, aquele gostoso só pra mim. Interrompi o beijo e olhei para meu tio e yago, eles se beijavam freneticamente. Voltando à rony, tirei sua jaqueta e camisa, fui descendo beijando seu corpo todo até me ajoelhar em sua frente. Abrir o zíper da calça e logo vi sua sunga com um volume enorme e surpreendente. Retirei sua calça e beijei seu pau por cima da sunga, quando puxei a sunga pra baixo a vara dele pulou pra fora e bateu em meu rosto. Nossa que pica bonita gente: grande uns 20 a 22 centímetros quase do mesmo tamanho da de meu tio e com a cabeça grande, linda e rosa. Yago já tinha caído de boca enquanto eu admirava o pau de rony. Dei um beijinho na cabeça da rola, que o fez arrepiar e comecei a mamar com tanto gosto que ele revirava os olhos. Fiquei ali por uns três minutos e ele pediu pra que eu parasse. -vou gozar rápido se ficar assim. Rindo eu disse: -sou todo seu, faça o que quiser! Ele não era tão bad boy, acho que era só aparência, pois ele foi muito carinhoso comigo. Ele tirou minha sunga, me deito de bruços na cama e começou a lamber meu cuzinho já apertado, que não via rola à 2 semanas. -que bumda gostosa e dura do caralho você tem marcelo. -lambe gostoso seu putinho rony. -rony olha esse aqui. Disse meu tio. -cuzinho rozinha que vou fuder agora. Meu tio era mais agressivo que rony, yago tava adorando. -rick seu sobrinho é muito gostoso, se você me contasse que ele tinha me defendido de você dessa forma eu já tinha comido ele há tempos. -cala a boca vocês, rony me fode cachorro. Não preciso pedir duas vezes, ele tirou os dedos de meu cu e deitou em cima de mim, posicionou seu pau em meu branquinho e começou a entrar em mim. Um vai e vem gostoso e carinhoso, com Beijos e apertões. -rony, vai mais rápido puto, seja um bad boy porra. Nossa ele se solto de um jeito que eu fui a loucura. Meu tio e yago vei pra cama onde estávamos. Antes de voltar a fuder meu a fuder yago meu tio me beijou e colocou seu pau em minha boca e disse: -prova o suco de seu amiginho. Agora de quantro com uma rola no cú e outra na boca. Yago se levantou com seu pau de 18 centímetros meu bomba e me fez chupar os dois de uma vez. Nossa que puta eu fui 3 vara de uma só vez. Rony me puxou e disse. - chega deixa esses dois aí e vamos pra piscina. Até chegar a piscina foi um processo, rony e eu nos batendo corredores à fora em uma amarração feroz, beijos e carinhos maravilhosos. Chegamos à piscina e entramos. Ele começou a me penetrar em baixo d'água. Cada estocada que ele dava eu ia ao céu. Ele me colocou de frango assado na beira da piscina e me fodia enquanto me beijava. Eu olhava em seus olhos e só pensava em quanto eu estava feliz de tranzar com ele, eu sempre gostei dele e ouve um tempo em que eu achava está apaixonado por ele, mas eu era muito mais novo e ingênuo. Com a respiração ofegante ele disse que ia gozar,logo eu sair da posição que estava e cair de boca em um boquete que me rendeu muito leitinho. Rony me Beijo e fomos tomar banho e fazer um lanche. Quando estávamos lanchando chega yago e meu tio já tomados banho e sorrindo. -seu puto e agora você dúvida de mim? - jamais amigo! Disse yago . Todos rimos, fui dormir com rony em seu quarto e yago com meu tio no de hóspede. Ao amanhecer eles nos deixaram na casa de yago. O dia tava tão lindo e estávamos tão felizes que yago e eu decidirmos ir à praia, já que era um domingo ensolarado. Espero que gostem! Bjs.

MEU TIO PM A GRANDE SUPRESA

Olá novamente... Após o sexo louco que fiz com meu tio passei a semana pensando em tudo e em como queria novamente. Relatei o fato para meu amigo yago( tenho algumas histórias com yago, depois conto). Yago não acreditava, ficava dizendo que meu tio era muito sério e macho pra fazer isso,mas se eu tava dizendo ele ia acreditar. Yago é muito lindo: ele é branco,loiro,tem um corpo parecido com o meu pois faz balé comigo e o que me encanta são os seus olhos verdes. Quase duas semanas e nada de meu tio rick aparecer, já estava ficando triste quando ele mandou um SMS que dizia: -vai rolar uma festa na casa de Rony, a galera da aí de sua rua vão. Vá também,depois a gente faz nossa festinha. No dia da festa fui ao salão e ao shooping,comprei umas roupas novas pois rony é podre de rico e imaginei que a festa seria badalada. Quando cheguei na festa com meu amigo yago todos olharam pra nós dois. Era uma festa na piscina e estavamos de calça e tênis. Olhei pra cara do yago e na mesma hora tirei minhas roupas, yago fez o mesmo. Por sorte usávamos sunga no lugar de cueca, pois imaginei que no final da festa a galera iria pular na piscina como sempre. As pessoas que olhavam para nós não tirou os olhos e as que não olharam passou a olhar. E foi quando escutei uma piriguete falar: -como pode dois gostosos e lindos como eles ser gays? Olhei pra cara de yago e rimos na hora. Fomos ao encontro de nossos amigos mais próximos e começamos a conversar. Yago logo chamou um cara que estava na festa pra algum lugar fora da visão das pessoas e logo imaginei o que ele poderia está fazendo, pois conheço meu amigo muito bem já que estudamos e fazemos balé juntos. Quando dei por mim vi rony vindo em minha direção. Ele tem 25 anos, branco, olhos negros,cabelos lisos e negros e tem uma barriguinha saliente porque bebi cerveja,porém sexy. -tá gostando da festa? -está ótima,você sempre dá festas ótimas rony. A propósito você viu meu tio. -valeu, rick está vindo aí. Há que história foi essa de você discutir com ele por mim. O quê? Meu tio contou à ele? Como pode? Sério eu sempre fui afim de rony e o que me dá mais tezão nele é ele ser um BED BOY. -kkk foi assim: ele tava falando que era mais bonito que você, frank e guga. Eu só disse que você era o mais bonito. -kkk e você me acha mais bonito que eles? -acho sim, sem fala do seu jeito de mau. -o quê tem isso? -sério? Você fica muito sexy com cara de mau. Disse rindo. -tá bom kkk, aproveite a festa e só pra te alertar seu tio está aprontando alguma, ele disse ter uma surpresa pra você. -obrigado pela festa e por me alertar! Logo que meu tio chegou foi quando a festa estava no ápice. Falei com ele e fui procurar yago. -onde você estava? Me deixou sozinho! - Desculpas. Fui para um dos quartos com o bofinho ali. -aff yago você é uma puta. Caímos no riso e ele me disse que só fez um boquete no cara. A festa foi esvaziando e eu desanimei pois meu tio não me deu atenção. Chamei yago para ir embora e quando cheguei ao portão rony mandou eu e yago esperar. Todos foram embora e várias coisas passavam em minha cabeça e yago me deixou mais nervoso perguntando o porque de ficarmos lá. -calma yago meu tio vai falar comigo antes de irmos. Todos foram embora e rony veio até nos dois. Seu tio está no meu quarto, ele caiu e se machucou vamos lá pegar ele pra por no carro. -certo. Falei num tom de desânimo. Eu e yago fomos em direção ao quarto quando rony disse. -vão indo que vou pegar a chava na cozinha. Fomos andando até o quarto e quando chegamos a porta estava fechada. -tio você tá aí? Abri logo estou preocupado. Yago me olhou com uma cara de deboche. Tio rick abriu a porta e estava todo fardado de pm. atrás de nós aparece rony de jaqueta preta óculos escuros e jens. Nossa já dava pra saber o que eles queriam e era tudo pra mim. Mas agora teria que dividir com yago porque rony falou: -Marcelo a surpresa era pra você, mas acho que você pode dividir com seu amigo se ele quiser, pode? Yago olhou pra minha cara pasmo. -viu eu lhe falei. Como confirmação à rony agarrei yago e o beijei como já tinha feito algumas vezes. Continuaaa!

O MOTOBOY ENTREGADOR DE PIZZA

Não era a primeira vez que ele me fudia, numa foda ele chegou a falar com o macho que eu tenho como dono de minha vontade e prazer em satisfazer a qualquer macho. Como sempre ele vinha fazer uma entrega para mim e se programava para ser a ultima tambem em meu endereco de modo que, ele pudesse vir a ficar muito tempo aqui, só pra me fuder e me escular com aquele jeito todo cheio de girias em falar (sua escrita é risivel tambem, não é meu macho-dono? kkkkk) Devia ser quarta-feira, ainda morava na casa que ocupava com minha ex-mulher antes da separacao. Eu nao queria cozinhar nada, mas tava com uma fome de comer até grama se tivesse perto de mim; lembrei e liguei para a pizzaria que sempre faco encomenda e quem me atende? O motoboy safadao, todo serio e anotando meu pedido como se eu fosse um cliente comum para ele fazer entrega. Depois de devidamente anotado o pedido, desligamos o tel, ja vou pra fazer minha higiene que eu sei que alem de pizza vou comer pica e muita pica mesmo! O motoboy deve ter 1,80m, moreno queimado de sol, maos grandes, todo cheio de giria com mano daqui mano de la, pica de 20cm e grossa (cada vez que ele me fode fico dois dias contados de cu ardendo e sem poder sequer imaginar pica que ja me doi)! Como sempre, perto da meia noite, o motoboy buzina no portao e ja saio pra recepciona-lo: ele desce da moto, estaciona na garagem e ja vem comigo pra dentro de casa; só tenho tempo de por a pizza em cima da mesa e ele ja com a pica de fora da calca: _Chupa aqui viado! To com leite acumulado faz uns dias! Eu muito do obediente nem esperei a ultima palavra da frase e ja estava de joelhos em sua frente mamando. Mas reparo que ele nao para de olhar pro computador como se procurasse algo. _Perdeu alguma coisa ali ou eu nao estou te mamando direito! - pergunto. _Seu macho que esta no estrangeiro nao ta ligado hoje? Pelo visto ta deixando de lado ja e breve nem mais pica vai te dar heim viado mamador! - responde me perguntando tambem o motoboy. _Que nada, onde ele esta tem horario diferente daqui e ele deve estar dormindo ou queimando neuronio com o trabalho ou algum assunto mais urgente do que virtual comigo! - respondo ao motoboy. _Ta bom, voce acredita mesmo? Ele deve tar é comendo outro cu de estrangeiro e voce vai ficar na saudade aqui, tendo de aliviar o meu tesao só! - e ri o motoboy. Na minha opiniao o motobou ja ta se achando dono da area e do meu cu. O macho em viagem a trabalho tem que conciliar sua vida profissional e pessoal e quando ele achar conveniente me dar atencao. Fico em neurose com a falta de atencao, mas ja expliquei ao macho o porque disso (espero que ele tenha entendido!) Enquanto eu mamava a pica do motobou ele ja ia tirando o blusao, a camiseta, desafivelando o cinto, abrindo a calva e com os pes mesmo tirando os sapatos até que me manda parar de mama-lo e tirar minhas roupas enquanto ele tira a calca ficando só de meias. _Viadao casado ainda ta gostosao! Pena que o macho nao ve o que faco com voce aqui. Tu logo vai deixar de querer a pica dele e ficar só com minha! - falou o motoboy balancando aquela pica dura e que vertia um pouco de baba pre-gozo! Ele se senta no sofa, com as pernas bem abertas, segura sua pica na base e me manda continuar mamando até que ele se sinta preparado para me fuder o cu; só que nao demorou muito e ele ja me manda ficar de joelhos em cima do sofa com a cabeca enclinada no encosto. Da umas mordas doidas na bunda, reclamo, e ele continua mesmo assim a morder e comeca a me chupar o cu, metendo a lingua dentro em alguns momentos e deixando muita saliva. Quando menos espero, ele que ja tinha se levantado da chupacao no meu cu e me alisava todo o rego com sua pica me da aquele tranco que a cabeca da pica passa rasgando, mas rasgando mesmo. Doi e eu o seguro com as maos viradas pra tras pra que ele nao me penetre um centimetro a mais até que a dor e o incomodo passasse: _Caralho motoboy, tu sabe que tenho cu e nao buceta e faz uma porra dessas! Machuca isso viu alem da dor que é forte e quase me faz perder o tesao em dar pra voce! _Quase perde o tesao mas nao perde! E me ergue o braco que o afastava e termina de deslizar o restante da pica pra dentro do meu cu. Com esses acontecimentos com ele, eu imagino sempre que estou arrombado de vez, que nao sentirei mais dor alguma, mas ledo engano, sempre, em cada foda que tenho é sempre a mesma dor, incomodo para depois só sentir o prazer mesmo! Depois dessa catracada no meu cu, o motoboy se enclina sobre minhas costas, me da umas mordidas na orelha e no pescoco e sem sair da inclinacao comeca a me fuder devagarinho o cu. A dor que antes era terrivel agora vai dando espaco ao tesao que ele consegue me fazer ter. _Seu macho te fode gostoso assim? A pica dele faz o que a minha faz no teu cu? - pergunta o motoboy, como se ele e o meu macho-senhor tivessem concorrendo para ver quem me fode melhor! _Voces estao no mesmo naipe! Agora para de falar e me fode, que voce nao veio aqui pra falar do meu outro macho! - falei ao motoboy. Porra, porque fui falar "meu outro macho"; parece que isso ligou o modo britadeira e ele comecou a estocar rapido e forte, sem aquela cadencia que eu gosto para me acostumar com a pica em meu cu. Eu reclamava e o motoboy nao me dava atencao só me fudia! _Fica de ladinho, que quero fuder voce, olhando pra sua cara e me deu um tapa daqueles de deixar marca na minha bunda que é toda branquinha. _Ja disse que nao gosto desse tipo de tapa porra - reclamo _Fica logo de lado e da esse cu que é isso que voce quer! Viado reclamao, gosta de pica no cu e ainda fica fazendo doce? Tu nao é moca virgem nao, é mais vadio que cadela quando vai cruzar!- rebate o motoboy com cara de safadao. Mal fico de lado, ele entra de uma vez e o moto britadeira ainda ligado; nao sou muito fã desse estilo logo de inicio, gosto de ir aos poucos mas, com o motoboy, ele parece nao ouvir o que digo as vezes. Estando ja cravando que nem doido a pica no meu cu, ele se enclina e me comeca a me beijar e isso vai me relaxando e me fazendo entregar totalmente a foda e o incomodo, dor vao embora totalmente dando lugar ao prazer! O motoboy ficou um bom tempo assim na posicao de ladinho até que ele mesmo me passa uma das minhas pernas por cima dele e me poe de frango assado. Ele ia até o fundo do cu mesmo: sentia sua pica bater em minha prostata e o modo britadeira nao parava. Eu nao sabia mais se estava em meu corpo ou tinha morrido e estava numa dimensao parelela; só queria que o macho me desse leitinho logo. _Viadão, teu cu ta lisinho agora, quando teu macho chegar pra fuder voce, se chegar, ele vai ver que agora tu ta bem arrombado pela minha pica! - disse o motoboy com cara de satisfacao. _Motoboy, voce me arromba em cada foda, mas estou sempre fechado. A mesma coisa vai ser com ele, só que ele vai me arrombar mais, porque aquilo é grosso pra caralho e cada foda é uma foda! - lhe respondi. _Aguenta entao que agora vou acelerar até o gozo dar sinal de chegada e eu sair pra te dar leite na boca, heim viado! - me responde o motoboy fazendo cara de serio. Dito e feito: ele acelera mais ainda, sinto as veias que passam nas coxas dele saltando nas batidas que ele dava em cada estocada. sua respiracao ofegante, vai me denunciando que em breve eu seria alimentado por aquele leite de mano safado, que nao sei porque teimava em fazer de nossas fodas uma concorrencia com um cara que ele nunca viu, apenas teclou um dia pela internet e o meu macho-dono orientava ele a como me fuder. Do nada o motoboy sai de dentro do meu cu, desencapa sua pica, me faz ficar sentado e comeca a tocar uma punheta para me dar leitinho enquanto minha lingua ia passando pela cabeca de sua pica! Não demorou muito, ele puxa minha cabeca e me faz engolir toda a extensao da pica dando leite direto no fundo da garganta que engulo cada jato e ja ali mesmo comeco a fazer a faxina que ele gosta. Limpo a pica, tiro até o ultimo resquicio de sua porra que por ventura viesse a estar em sua uretra e ele cai desabando do meu lado no sofa: lhe faco uns carinha na pica e comeco a me vestir em seguida. O motoboy pede pra tomar uma ducha, pego a toalha e lhe falo pra usar o xampu que tenho em cima da pia do banheiro. Nunca o tinha visto recem-saido do banho. E fico lhe encarando: macho depois do banho eu adoro _Parece que nunca me viu viado? Ta reparando tanto porque? To diferente em algo? - pergunta o motoboy _Não não. É que gosto de ficar admirando homem depois que sai do banho. - lhe respondi _Tu ta admirando é a vontade de tomar mais pica né? - ri o motoboy _Que nada motoboy! Esse cu aqui nao aguenta mais nada uns dias nao - retruquei rindo tambem. Ele termina de se enxugar na minha frente, senta no sofa e comeca a ver suas roupas e serio me pergunta: _Seu macho sabe que sempre que venho fazer entrega aqui eu lhe fodo o cu? _Sabe sim, eu conto pra ele, inclusive contei aquela do mato e do nóia pra ele viu! - respondi. _E ele? Deve ter ficado grilado com essa atitude minha né? - abaixou a cabeca me falando o motoboy. _Não, ele só disse pra eu tomar mais cuidado e nada mais! Não ia contar todas as recomendacoes ao motoboy e ele ver que algumas coisas que eu nao aceitava mais era por orientacao do meu macho-dono. Fui ate a cozinha, tomei agua e quando voltei a sala, ele ja estava todo vestido e arrumado e me pediu para abrir o portao para ir embora! _Nos falamos quando voce fizer outro pedido de pizza, ok? - disse o motoboy. Só dei um sinal de joia pra ele com a mao, ele saiu e eu rapidamente tranquei o portao para ir comer: fuder com fome deixa com mais fome ainda e para ter uma ideia, oito pedacos de pizza naquela noite eu comi sozinho e de uma vez. Depois de comer, me estiquei no sofa e dormi o sono dos justos e satisfeitos da fome de comida e de pica!

O DONO DO BAR

Olá meus amigos esse será o meu primeiro conto e aconteceu ontem. Irei narrar aqui todas as minhas aventuras sexuais, todas serão verídicas. Deixe eu me apresentar: Sou moreno claro, cabelos e olhos castanhos claros, 1.84cm, 90kg, 43 anos sou ativo e passivo, mas muitas das vezes prefiro ser passivo, pois adoro sentir um macho me arrombando. Sou discreto. Vamos ao conto. Todos os dias quando vou embora eu passo em frente a um bar, esse bar esta sempre movimentado, mas um cara que me chamava atenção estava sempre lá, sentado em uma mesa na varanda do bar. Até que um certo dia eu passei e ele estava para dentro do balcão e então calculei que ele seria o dono. Sempre que eu passava eu dava uma olhada para ele e com o tempo percebi que ele também me dava umas olhadas bem discreta. Até que ele começou a me cumprimentar com um oi, boa tarde...essas coisas triviais, e lógico eu respondia de volta. Até que ontem quando estava voltando para casa, um dia atípico para mim, já eram 20hs mais ou menos, pois eu saio do trabalho as 18h. Quando passei em frete ao bar ele estava sozinho e fui um pouco atrevido, entrei no bar mas entrei dando uma boa pegada na vara para ver qual seria a dele. Cheguei no balcão e pedi uma cerveja, ele me deu e me deu um copo, me servi e comecei a beber bem de vagar saboreando a cerveja e ele. Deixa eu descreve-lo. Ele é um coroa deve de ter mais ou menos seus 50 anos, é parrudo, estatura mediana, pele morena bem fechada, cabelos grisalhos a barba esta sempre por fazer e todo peludo. Quando estava tomando a minha cerveja ele perguntou se eu me importasse se ele arreasse as portas pois ele já ia fechar, pois estava muito cansado e não queria mais atender ninguém, concordei já pensando mil besteiras. Ele foi lá e fechou a porta mas não passou tranca deixou ela uns 10cm aberta. Ele voltou dando uma boa pegada na mala, que foi o sinal verde para eu atacar. Quando ele se aproximou de mim eu o agarrei e lhe dei um beijo que foi correspondido. Ficamos nos beijando por um tempo até que ele se afasta vai na porta e arreia toda de vez e passa a tranca, quando ele voltou eu já estava sem camisa e já fui tirando a dele também que me revelou um peito delicioso, peludo e forte. Cai de boca em seus mamilos e fiquei ali brincando, passando a língua bem de leve e fazendo ele soltar gemidos de prazer com a minha língua. Fui descendo aos poucos e cheguei naquela barriguinha saliente, mas que ra uma delicia, cheguei no seu umbigo e fiquei brincando de enfiar a língua no buraquinho e ele ali, gemendo e me chamando de gostos e que já estava há muito tempo me observando e doido para dar uma boa trepada comigo. Desci mais um pouco, arriei a sua bermuda com cueca e tudo, que me revelou um pau super duro, bem escuro de cabeça tipo chapeleta roxa, uns 16cm e brossa. Cai de boca na vara engolindo ela toda de uma vez, pois o meu tesão estava a mil por hora e sem contar que ele já era meu desejo de consumo também a quase um ano. Fiquei ajoelhado ali chupando a quele pau por uns 10 minutos até que ele me levantou, tirou a minha calça e caiu também de boca no meu pau que já estava pra la de duro e babando muito. Ele sabia realmente chupar um pau, nossa que delicia sentir aquela boca de um macho me chupando com gosto. Resolvemos fazer um 69 ali no chã do bar mesmo e eu comecei novamente a chupar aquele pau e levantei as minhas pernas mostrando a ele o que eu queria e ele entendeu e caiu de língua no meu cu. Quase gozei com o toque de sua língua no meu rabo, muito bom levar linguada no cu, só quem já levou sabe como é bom. Ele depois d eum tempo se levantou, me botou apoiado no balcão do bar, vestiu uma camisinha, encostou a cabeça da pica na entradinha do meu cu e forçou a entrada. Quase gritei com a dor que senti e tentei escapar mas ele me segurou firme, reclamei que tava doendo e ele ficou parado esperando eu me acostumar. Depois de um tempo ele começou a empurrar o resto da pica e quando ele encostou sua virílha em minha bunda eu dei uma rebolada. Ele começou em vai e vem bem lento, entrando e saindo todo dentro de mim, que delicia sentir aquele macho me possuindo bem de vagar. Ele me comeu em tudo quanto foi posição, de quatro, frango assado em cima de uma das mesas, me apoiou no balcão e fiquei de pernas abertas em pé e levando sua pica no olho do cu. Foi uns 30 minutos dando para ele até que ele deu uma estocada forte e ficou todo dentro de mim se contorcendo e gemendo em meu ouvido e me chamando de gostoso. Quando ele tirou a camisinha percebi que ele tinha gozado litros de porra comendo meu cuzinho. Ele abriu outra cerveja, pois a que eu pedi já estava quente e ficamos tomando e conversando, descobri que ele se chama Valter, tem 48 anos, é casado mas que curte um cuzinho de outro macho na encolha e que também gosta de sentir um macho dentro dele. Com essa declaração eu já me animei novamente e lhe dei um beijo e comecei a passar a língua por todo o seu corpo, até que cheguei em seu cuzinho e ele gemeu de prazer sentindo a minha língua lhe explorar as pregas. Fiquei ali por um bom tempo e quando percebi que já estava bem lubrificado, vesti uma camisinha encostei a pica no seu orifício e fui empurrando de vagar arrancando suspiros daquele macho delicioso com o meu pau invadindo as suas entranhas. Que cu delicioso, apertadinho e quentinho. Fiquei um tempo parado la dentro dando mordidas na sua orelha e nuca e dizendo que estava muito bom sentir o cuzinho dele piscar com a minha pica dentro. Comecei aos poucos um vai e vem de vagar e fui acelerando e quando dei por mim já estava dando estocadas fortes dentro daquele rabo maravilhoso até que não me aguentei e gozei dentro daquela bunda peluda de macho que ele tem. tomamos outra cerveja enquanto nos recuperávamos, vesti minhas roupas e sai prometendo a ele que no sábado estaria lá por volta das 22h e ficaria até ele fechar o bar.... Espero que tenham gostado. Sou do Rio de Janeiro e se vc for também do Rio e for ativo e estiver afim de comer o meu cuzinho igual o Valter comeu me mande um e-mail. porto-medeiros@hotmail.com

O PM A PAISANA...

Olá meus amigos estou aqui para lhes contar uma coisa que me aconteceu ontem. Algo inesperado, mas que foi muito bom, me deixou de pernas bambas..... A quase 1 ano eu frequento uma academia aqui na região onde moro, eu não faço musculação, somente exercícios aeróbicos, pois não gosto desse negócio de ficar puxando peso, e os exercícios aeróbicos ajuda a manter a forma e melhorar o desempenho fisíco e para mim já basta, pois nunca tive e nem tenho a pretensão de ficar bombado igual muitos caras ficam por ai. Vamos ao conto. Quando comecei a frequentar a academia reparei que na mesma tinha muitos caras bonitos mas que não me atraem muito por serem bombados e não acho muita graça nisso, sei que muitos gostam e isso é uma questão de gosto mesmo. Prefiro os caras mais natural de corpo mesmo. Antes de continuar deixa eu me descrever. Sou moreno claro cabelos e olhos castanhos claros, 184cm 90 kg, discreto, 43 anos anos 18cm de pica de grossura normal, bunda gulosa que adora uma pica. No meu primeiro dia de academia fui direto para esteira e na do meu lado tinha um cara de seus 1.90cm 90kg, magro, mas de corpo definido, cabelos castanhos bem claro quase loiro, olhos esverdeados, rosto fino e uma boca linda. Pois bem, aos poucos começamos a conversar e nos tornamos quase amigos, estamos sempre fazendo os exercícios juntos e conversando. Ele se chama Jairo e tem 45 anos. Em nossas conversas nunca rolou papo de sexo ou qualquer coisa do gênero, sempre falando de futebol e outras coisas do cotidiano de cada um, mas nunca de sexo. Nessa academia também tem uma sauna seca que eu passei a frequentar, mas ela esta sempre vazia, vez ou outra entra uns garotos, mas nunca tentei nada ainda mais que são todos fortões e podem acabar com o tio aqui na porrada...kkkkkk...... Eu nem sabia que o Jairo era policial, pois ele nunca disse no que trabalhava e eu também nunca pergunte, como disse antes falávamos coisas do cotidiano e nunca particular. Mas ontem eu cheguei um pouco mais cedo na academia e resolvi fazer uma sauna, coisa que gosto muito, deixa a pele mais limpa. Estava lá fazendo a minha sauna quando resolvi sair e tomar uma chuveirada. Quando sai de dentro da sauna dei de cara com o Jairo pelado e com uma arma na mão, levei dois susto com isso, por causa da arma na mão e por causa da arma que ele tinha no meio das pernas. Ao perceber o meu susto ele disse; Calma, sou policial, pode ficar tranquilo. Realmente essa declaração me tranquilizou, mas só fez o meu tesão aumentar. A arma que ele tinha nomeio das pernas era muito grossa e grande, mole devia ta com uns 15cm. Não consegui disfarçar e ele me pegou olhando para o pau dele e disse; Gostou? Fiquei sem saber o que falar, só dei um sorriso sem graça e entrei na ducha e fechei a porta. Tomei uma chuveirada e voltei para sauna e nisso ele já tinha posto uma sunga e entrou atrás de mim na sauna e começamos a conversar. Conversa vai conversa vem, saímos da sauna e fomos tomar outra ducha. Ducha tomada de volta pra sauna e foi ai que tudo começou. Ele se sentou bem próximo de mim na ducha e encostou a sua perna grossa e cabeluda na minha, quase tive um treco, prendi a respiração e tudo. Ele ficou alisando a minha perna com a sua e não dizia nada. Eu nunca tinha olhado pra ele com outros olhos, apesar de achar ele um tesão, pois o cara é casado. Ele ao perceber que eu estava tenso falou: Relaxa, afinal somos adultos e sabemos o que queremos. Com essas palavras relaxei realmente e já fui atrevido ao extremo e peguei na sua pica que já estava completamente dura. Fiquei alisando aquele mastro por cima da sunga até que não me aguentei e botei pra fora e fiquei admirado com o tamanho da bicha e perguntei: Quanto mede? 21cm disse ele. Cai de boca e dei uma mamada ali mesmo, mas tive que parar pois escutamos voz de gente dentro do banheiro. A sauna fica dentro do vestiário masculino. Sai de dentro da suna e fui para o chuveiro me recompor e ele saiu também com pau completamente duro. _ Quero continuar essa brincadeira, vamos lá pra casa? _ E a sua esposa? _Ela é médica e esta de plantão hoje e meu filho esta na casa da avó. Não disse mais nada, vesti minhas roupas ele a dele e fomos para sua casa. Ao chegarmos ele já foi me agarrando ali mesmo na garagem, me deu um beijo hiper gostos, um beijo com pegada de macho, com mãos bobas. Ali mesmo me agachei, tirei sua bermuda com sunga e tudo e pude ver direito o seu pau. Um pau de 21cm, grosso, branquinho e de cabeça grande e vermelha. Cai de boca, Eu chupava aquele pau com vontade, enfiava tudo na boca, voltava para a cabecinha, ficava passando a língua na glande, lambia toda a sua extensão, nem sabia direito o que fazer com ele de tão gostoso que era. Fiquei ali abaixado chupando aquele pau por uns 5 minutos até que ele me levantou e me levou para dentro de casa. Ao Entrarmos ele já foi tirando a minha roupa e me deixou completamente nu. Me jogou em cima do sofá da sala e caiu de boca no meu cu. Ele ficou ali me fodendo com a língua e alisando a minha bunda. Ele deixou meu cu bem babado e disse que queria me comer, mas antes eu cai de boca novamente no pau dele e chupei ele deixando bem babado. Peguei uma camisinha vesti na geba ele foi na cozinha passou margarina no pau e voltou com um pouco nos dedos e passou no meu cu enfiando o dedo e depositando margarina bem la dentro. Me debrucei no braço do sofá, ficando com a bunda bem empinada e falei: Vem, mas vem com calma, vai de vagar pois vc é muito grosso. Depois que eu me acostumar vc pode fazer o que quiser comigo. Ele encostou o pau no meu cu e forçou a entrada. Na hora que a cabeça passou senti uma dor horrível, mas ele ao perceber parou, ficou parado com a cabeça do pau toda dentro do meu buraquinho e esperou eu me acostumar e começou a meter bem de vagar. Aos poucos a dor foi se transformando em prazer. Quando ele entrou todinho dentro de mim ficou novamente um pouco parado dizendo que eu tenho um cu delicioso, apertadinho e quente do jeito que ele gosta. Começou a meter bem de vagar, tirando e enfiando tudo novamente. Ele me comeu assim por um bom tempo. Entrando e saindo de mim bem de vagar. Depois ele me botou de frango assado e meteu novamente dentro de mim. Dessa vez não senti dor alguma somente o prazer de ver a cara do meu macho metendo a sua rola dentro de mim e me comendo bem gostos. Agora ele já começou a meter com mais força, me chamando de viado safado, que se ele soubesse que eu gostava já teria me comido a mais tempo. Depois de um tempo pedi a ele para cavalgar na pica e ele atendeu o meu pedido. Ele se deitou no chão ali da sala com o pau todo reto para cima, me encostei na vara mitrando o meu cuzinho e fui descendo aos poucos, quando eu agasalhei a pica toda dentro de mim comecei a subir e descer bem de vagar. Hora eu enfiava tudo e ficava rebolando com ele a todinha la dentro hora eu subia e descia bem de vagar, até que não me aguentei e comecei a pular que nem um louco na pica até que ele anunciou que iria gozar. Sai de cima dele tirei a camisinha e disse: goza na minha boca quero sentir o leitinho do meu macho invadindo a minha boca. Ele saltou vários jatos de porra na minha boca que eu acabei engolindo tudinho sem desperdiçar nenhuma gota. E enquanto eu bebia o seu leitinho eu me masturbei e gozei em cima da sua barriga que depois eu limpei com a língua e suguei toda a minha porra de volta. Cai do seu lado exausto e de pernas bambas, ele me abraçou e disse que adorou e que quer repetir e me deu um beijo. Após o beijo eu disse que também tinha adorado mas que para repetir ele teria que me comer fardado. Ele topou e disse que no próximo plantão da esposa ele me avisaria e que eu fosse direto para casa dele ao invés de ir para a academia. Agora é só esperar a corna ir dar plantão no hospital que eu irei para casa dela dar o cu para o marido dela. Espero que tenham gostado. Sou do Rio de Janeiro e se quiserem me mandem um e-mail. porto-medeiros@hotmail.com

O PM A PAISANA,AGORA FARDADO

Ola caros leitores, tudo bem com vocês? Como disse no conto anterior eu trepei gostos com um PM que frequenta o mesmo club que eu e só descobri que ele era PM no dia em que trepei com ele. Pois bem no domingo ele me ligou dizendo que a esposa estava de plantão e que os filhos tinham ido para a casa dos avós e se eu não queria ir lá para treparmos. Na mesma hora topei e 30 minutos depois estava tocando a campainha de sua casa. Ao abrir a porta ele se encontrava fardado do jeito que eu pedi que ele estivesse. Não me contive e já entrei agarrando aquele macho e tascando-lhe um beijo bem gostoso. O Cara estava simplesmente uma delícia dentro daquela farda de policia. Que deixava a sua mala em evidência por a calça ser muito justa assim como a camisa. Ele estava completo, de cassete, algemas, armas e tudo oque tem direito. Ele me beijava e passava a sua mão por todo o meu corpo e aos poucos foi descendo e levantou a minha camisa e caiu de boca nos meus peitos e ficou ali passando a língua, sugando, mamando feito uma criança e me chamando de puto e safado. Ele tirou a minha camisa e foi descendo pela minha barriga, chegou ao meu umbigo e ficou enfiando a língua e desabotoou a minha bermuda e a tirou com cueca e tudo de uma vez só me deixando completamente nu e caiu de boca n minha pica que já estava completamente dura e babando de tanto tesão que eu estava sentindo. Ele ficou ali chupando o meu pau e o meu saco por um bom tempo. Ao parar ele fez menção de tirar o uniforme e eu o impedi, pois eu o queria assim vestido do jeito que ele trabalha durante o dia. Voltei a beija-lo e fui abrindo a sua camisa e deixei aberta e comecei a me acabar nos peitos dele, com mamilos grande e pontudos de tesão. Fiquei ali me acabando e fui descendo e abri o ziper de sua calça liberando aquele pau maravilhoso. Cai de boca e chupei feito louco, pois o meu tesão estava a mil, pois estava ali com um policial fardado e ainda por cima na casa dele. Ajoelhado ali no chão da sala eu chupei aquele pau por um bom tempo, até fiquei com o maxilar dolorido de tanto que chupei. Me levantei e nos beijamos novamente e ele me botou de 4 no braço do sofá e caiu de boca no meu cu, me proporcionando um delírio do caralho, (só quem leva um cunete sabe como é bom). Ele me fodia o cu com a língua, enfiava a danada lá dentro, ficava enfiando o dedo e girando eu já estava indo a loucura quando não aguentei mais e pedi que ele me comesse bem gostoso. ele atendeu o meu pedido. Vestiu um camisinha encostou a cabeça da pica na entradinha do meu cu e forçou a entrada. Quando a cabeça passou me fez gemer de prazer, pois dor garanto que não senti devido o tesão que estava sentido. Ele enfiou toda a geba dentro do meu cu até o talo e ficou parado e me beijando a nuca e me chamando de gostos que o meu cu era melhor do que o da mulher dele que raramente liberava. _Pois então aproveita e me come bem gostoso seu safado, quero sair daqui hoje com o cu esfolado de tanto dar para vc. Ele ao ouvir isso começou um vai e vem frenético dentro de mim, e cada estocada ele ia aumentado a velocidade e socava com tudo dentro do meu cu. Ele me comeu de tudo quanto foi posição mais a melhor de todas foi quando ele se deitou no chão e co aquele pau apontando para cima e me pediu que sentasse em cima. Mirei aquele pau na porta do cu e desci de uma vez só fazendo ele urrar de tesão e comecei a cavalgar feito uma amazona. Eu subia e descia na maior velocidade até que percebi que ele iria gozar. Nesse momento sai de cima dele sob protestos, tirei a camisinha e disse; Quero beber esse leite. E cai de boca na pica e mamei feito louco até que ele soltou um jato de porra no fundo da minha garganta onde eu engoli tudinho sem deixar escapar uma gota se quer. Nossa como é bom beber o leite do macho que acabou de te comer. Cai do lado dele e comecei a me masturbar afinal ainda não tinha gozado, foi ai que ele caiu de boca novamente no meu pau e me chupou até eu encher a sua boca de porra que ele me devolveu com um beijo maravilhoso e eu tomei todinha deixando a boca dele limpinha sem nada. Caimos exaustos um do lado do outro. Depois de um tempo fomos tomar uma ducha e novamente ele me comeu em pé com a água caindo sobre nossos corpos e depois de uns 20 minutos metendo ele gozou no fundo do meu cu enchendo a camisinha de porra. Passei o dia na casa dele e trepamos muito.

GOSTANDO DO GAROTO PROVOCADOR..

Meu nome é Bernardo Alcantara Ruflugio moro com minha irmã Bruna de 16 anos (idade dos problemas) nossa mãe morreu quando éramos muito novos, já o nosso pai sempre foi um cara que preferia cuidar das empresas que cuidar dos filhos por isso sempre ocupei o papel de pai na vida da minha pitoca, quando completei a maioridade e terminei a facu, comprei um apê longe do nosso pai e fui morar com minha maninha, sinceramente acho que foi um alivio para o nosso “pai” nos ver longe. Hoje com 26 anos cuido de mim da minha irmã e da minha clinica, estava indo tudo bem, eu ganhando dinheiro a Bruna gastando ¬¬’ até que em uma reunião falávamos sobre abrir espaço para planos de saúdes, eles pagavam bem e nem todos os métodos de tratamento estariam liberados , aceito ! mas para assinar o contrato de 3 anos, eu teria que ir até a casa do dono de uma empresa de segurança. A casa é linda por fora é toda branca com dois pilares e no centro a porta, ao tocar a campainha a empregada abriu a porta e pude ver o quão era linda tanto por dentro quanto por fora, subi as escada e em direção ao escritório mas uma voz me chamou atenção , alguém parecia tocar violão , e cantar cheguei perto da porta e pude ver um garoto que nã aparentava ter mais que 22 anos, tocava tão bem que sua voz me cativou fiquei observando-o até a musica terminar, quando a canção acabou lá estava eu na porta olhando aquele pequeno Deus grego, ele me olhou e sorriu então percebi que estava de pau duro fiz o que um homem deve fazer SAI CORRENDO, assinei os papeis e na saída o Dr. Rogério quis me mostrar o filho dele, eu disse que não mas sabe com é velho, o garoto estava me provocando, rindo passando a mão no cabelo , sempre soube que era bi entretanto aquele garoto de despertava sentidos estranhos, desejo! Sai daquela casa suando frio, mas quando cheguei em casa mais um choque, a criatura estava com metade da cabeça raspada, com as pontas rosa, parecia uma caipora. Foi uma longa discussão, mas fazer o que né? No dia seguinte fui trabalhar como de costume mas ao chegar lá encontro um paciente diferente: - A menos que vc esteja com alguma parte do corpo quebrada , fora. -nossa grosso , sabe Nando, formamos um casal tão lindo. -Fabi , vai embora tá espantando os pacientes com essa cara de urubu, não to vendo carniça por aqui, xo, xo , sai macumba , só pode ser despacho pra vc ficar no meu pé desse jeito . -aaah voou em bora, mas sei que você me ama e ainda vai voltar pra mim, E aquela vara pau saiu andando ,a gente come uma vez e fica assim, foi incrível como aquele menino não saia da minha cabeça, no almoço a Bruna ligou e falou que ia levar um pessoal do curso lá para casa, OU SEJA, tive que comprar pizza refri e mandar para aquele pessoal, eu ainda vou falir. Aproximadamente 18:00 cheguei em casa e o pessoal estava no quarto, como frango e fui malhar, quando cheguei em casa ainda tinha um pessoal e o mais estranho é que parece que eu estava ouvindo aquela voz , cheguei perto do quarto e o vi, nossa estava tão lindo e ainda me olhou com um olhar 43 proto me tranquei no quarto sai só quando minha ana estava me chamando, - vai mooooooor. - não, sai caipora. - vai, ele mora longe, vc tem caro, sabe onde ele mora, o que é que custa levar o garoto em casa?! - não, não é não, sai lombriga. - nossa Bê, não acredito que vc vai deixa-lo ir em bora de noite sozinho, como medico achava que vc ajudava as pessoas . Isso vai dar merda, merda, merda, vai dar um cocô muito grande. - ok, mas quero uma massagem! - por isso que eu te amo mor. - tá, sai fora bebê. Me troquei, se era assim eu também iria provocar aquele garoto que eu nem sabia o nome, iria de cueca e bermuda e só , sempre fiz academia então meu corpo era um de meus muitos talentos, desci para a sala e os dois estavam no sofá, modéstia a parte ele quase comeu meu lindo corpo com os olhos , peguei uma maça e mordi fazendo com que a agua escorresse e eu pudesse lambe-la , minha mana já estava acostumada a me ver pelado, de cueca, mas ele parecia levemente incomodado fomos para o carro, entrei e coloquei o cinto, e fiquei esperando por ele. - ah fala sério que vc quer que eu coloque o cinto? Nem falei nada liguei a rádio e estava tocando sertanejo bem antigos, que por sorte eu sabia a letra, bem diferente daquelas garotas que ele costuma escutar que cantam em inglês , o coitado ficou realmente irritado e colocou o cinto prontos para ir, Eu sei, eu sei, isso não vai dar certo , e realmente não deu ... Se quiserem eu continuo: falem o que posso melhorar

SENTI TESAO PELO CU...

A muito tempo que venho sentindo vontade de conhecer novos tipos de prazeres sou hetero adoro mulheres mas ando sentindo uns tesão diferente a primeira vez que senti tesão pelo vizinho foi com minha ex namorada ela era bem safada e sempre lambusava meu cuzinho com sua língua quente ao passar do tempo ela começou a me tocar com os dedos no começo eu era tímido até ela comprar um vibrador...me tornei um louco por isso tds os dia queria ser fodido por ela e isso me fez descobrir um novo desejo dias atrás tive a minha primeira relação homo eu fiz uma loucura que sempre quis fazer eu deu o meu cuzinho para um homem e fiz até sexo oral para ele....não tive boca para negar tudo aconteceu em um shopping em são Paulo era uma manhã de quarta feira fui a shopping pagar uma conta antes de ir para o trabalho e antes de abrir as lojas resolvi dar umas voltas andando pelo shopping percebi ser seguido por um rapaz meio bombadinho e ao entrar no banheiro o mesmo acompanhou me ....dentro do banheiro fui urinar quando percebi o garoto me olhando fiquei encabulado com a cena mas ao mesmo tempo tirei a cabeça da minha pica grossa p fora e continuei o safado fez o mesmo e era uma linda pica branquinha devia ter uns 18 cm isso me provocou ele estava com a pica dura eu nunca tinha me enteressado mas aí o cara veio e me perguntou posso chacoalha p vc??...fiquei sem graça ele meteu a mão e balançou meu pau....na hora meu cáceres endureceu fiquei tímido e ele falou....segura o meu?? Eu com medo de ser visto falei sai fora meu....ela falou vem da uma pegadinha?nunca tinha passado por isso mas no fundo eu queria...então segurei pela primeira vez na vida uma rola de um homem achei maravilhoso aquele pau duro em minha mãos...mas país eu queria mesmo era chupar aquilo na minha cabeça só vinha as lembranças de eu chupando o vibrador isso me frechou loco..nessa o garoto falou vem aqui me levou para um banheiro individual abaixou a calça e falou chupa aki seu viado isso me fez piscar o cuzinho e sem negar dentro no vaso sanitario e abocanhei aquela rola salgadinho com cheiro de pica nossa aquela altura eu sentia um fogo estranho meu cuzinho coçava nunca tinha sentido isso....chupei gostoso aquele pau bando todinho foi quando ele falou quero te fode agora....eu o respondi eu sou virgem ele não acreditou...e me falou vai logo seu voado gostoso deixa eu gozar em vc nossa não consegui falar não.....logo abaixei meu short e ele colocou minha cueca de lado cuspiu em seus dedos eu sentia pulsar meu cuzinho que delicia ele falou baba aqui na minha rola vai logo...meti a boca e bando todo ele me empurrou fiquei com as pernas abertas empinou o cu e posicionou em meu cuzinho....sussurei e ele empurrou forte minhas pernas amoleceram sentia muito tesão senti diferente de td acho que gozava pelo cu ele bombou uns cinco minutos bem rápido e gozou quente dentro de mim....me derreti me apaixonei por ele nunca me senti tão bem sai dali rápido não quis olhar p ele me sentia envergonhado vesti minha roupa são assustado ele não me falou nada....fui embora sem pagar as contas ...no ônibus sentia a porra dele escorrendo no meu cu...acho que virei bi.....não vejo a hora de foderem meu cu dinovo adorei.....Bjao p vcs boa gozada a tds