sábado, 30 de junho de 2012

sexta-feira, 29 de junho de 2012

INICIANDO NO SEXO......MEU TIO LUIZ PART 2

Ola... Cm eu me descrevi no 1° conto, sou o Fellipe, e estou aqui para narrar todas as minhas aventuras sexuais, desde os 7 anos... para quem não leu, peço que leia tbm ( iniciando no sexo... Meu tio luiz ), para entenderem melhor essa continuação... pois bem... como contei, logo depois do ocorrido, meu tio me levou para a escola, e foi trabalhar. Eu nao conseguia concentrar! Na minha cabeça de menino dividia o pensamento, sabia que era errado aquilo, mas sabia que eu tinha gostado, e que queria mais vezes experimentar aquele pau na minha boca! Logo que cheguei da escola, corri pro quarto e fui jogar ps2, e esperar o meu tio voltar e ver como ele reagiria depois do que tinha acontecido! La pras 7horas da noite ele chegou, sorrridente, feliz como sempre, aquele sorriso que me deixava cada vez mais apaixonado! Minha avó ja estava saindo para escola, já que era necessario uma ajuda extra para o jantar das mães.. Antes dela sair, me pediu para nao dormir tarde, e me disse que meu tio ia tomar conta de mim, para eu obedece-lo! Quando ela saiu, corri pro quarto e esperei! Ele entao entrou no quarto e me disse: - tudo bem rapaz? - tudo bem tio! Eu notei que ele estava diferente, sem jeito, foi ai que ele soltou a frase que eu queria ouvir: - vamo tomar banho p jantar? - vamo tio, mas vc vai tomar comigo de novo? - vou sim, tem problema? - nao ué, pode tomar sempre que quiser! Ele me levou pro banheiro, trancou a porta de casa, sentou no vaso sanitario e perguntou: - vc gostou daquilo que vc fez hoje? e eu prontamente respondi: - gostei tio, mas nao sei o que era aquilo! nisso el me puxou, colocouna frente dele e disse: - eu nao podia ter feito aquilo meu filho, vc é novinho, e aquilo foi sexo, vc é novo demais para fazer isso e alem disso, menino nao faz isso com menino, só com menina! Eu entao, falei pra ele, e aquilo mudaria minha vida para sempre: - eu gostei tio, eu queria fazer de novo, é bom... Gostei de ter visto seu pintao duro e grande, e de chupar tambem, parece um pirulito! foi a gota d'agua pra ele: - mas se alguem descobrir eu vou preso, adulto nao pode fazer issocom criança! - eu quero tio! nisso, ele ainda sentado, abaixou o short e a cueca, e disse: - entao chupa, mas nao fala pra ninguem! estava maior, mais dura, apontada pra cima, abaixei na frente dele e chupei aquele pau com vontade, ele gemia, puxava meu cabelo de leve - ahhh putinha, safada... Chupa esse pau, vai... eu me sentia como uma mulher, uma das muitas que ele ja havia levado pra casa.. eu que era a mulher agora.. De repente, ele me puxou, levou pro quarto, e me jogou na cama peladinho, e disse: - vira a bundinha pra cima, gatinha.. eu obedeci, sem saber o que ele iria fazer, quando sinto uma coisa molhada no meu cuzinho. Era sua lingua, me lambendo, chupando.. Que sensação otima.. Meu corpo tremia, a barba dele na minha pele. nisso ele corre na gaveta, pegou um gelzinho e passou no meu cuzinho e disse: - voce agora vai ser minha menininha, agora é a minha mulher, vai saber o que é sexo de verdade! ele me pediu pra morder o travesseiro e começou esfregar p pau na minha bundinha.. De repente, sinto o seu pau tentando invadir meu rabinho. Era incomodo, e naquele momento pensei em desistir! Mas ele fi mais rapido, forçou e o pau dele entrou metade! Eu gritei, muito, doeu, como uma ponte de faca afiada entrando! Ele parou, me beijava, ficou quieto la dentro, e esperou uns 5 minutos! Recomeçou a mexer, e eu vi que nao doia mais tanto, tinha sido arrombado! Que delicia era aquele pau entrando e saindo! Nao lembro se ele gozou, lembro que acordei no outro dia, limpo, na minha cama, aberto e feliz...

INICIANDO NO SEXO.....MEU TIO LUIZ

Começo aqui a narrar a minha infancia, que msm parecendo uma tragedia, nao guardo remorsos, nem magoas... Antes de mais nada, deixo claro que tudo é verídico, e que, muitos podem se chocar com os fatos, e encher os comentarios do tipo: seu tio é pedofilo, etc... Foi cedo, sim, mas tudo foi cm eu quis que fosse... vamos la... sou o Fellipe, 15 anos.. Moro com minha avó e com meu tio mais novo! .. Minha mae morreu faz 11 anos e meu pai nunca cheguei a conhecer... minha historia começa aos 7 anos. Nao sabia ainda o q era, mas desde sempre sabia que era diferente dos meninos, eu brincava de bola, corria, subia em arvore, mas la no fundo, sentia algo estranho, sempre me pegava olhando minha bunda no espelho e usando shorts curtos e apertadinhos.. E amava! meu tio na epoca com 30 anos, era bonito, nenhum principe, mas era alto, forte, e com um corpo atletico, nada de exageros.. Divorciado d um casamento, ele nunca mais namorou serio com mais nenhuma mulher, era so sexo. La em casa era comum do meu tio me dar banho. Eu era crianca, sem nada de especial no corpo p chamar atencao, ngm via problemas nisso. Minha vó é cantineira numa escola, e ele segurança. Um dia, minha avó o deixou encarregado de me dar banho, pois iria ter um jantar para os pais na escola e ela precisava ir mais cedo. Nesse dia ele iria trabalhar tbm, por isso, ele me falou que iria tomar banho junto comigo! Eu aceitei, afinal, era normal eu ve-lo d cueca pela casa. Chegamos no banho, ele me mandou tirar a roupa e entrar no box, eu tirei e entrei! Sempre fui magrinho, porem com uma bundinha relevante, arrebitada e branquinha, do jeito q os homens gostam!, por isso nao pude deixar d notar q ele olhava p minha bunda com um olhar d admiracao. N entendi, afinal, sempre tomei banho com ele e nunca tinha percebido esses olhares. Me senti orgulhoso por dentro... E comecei a passar o sabonete no corpo. Nisso ele tirou a roupa e ficou so d cueca, e entrou no box. Eu era pequeno, e ele sendo alto, fiquei quase cara a cara com aquele volume misterioso que crescia mais e mais... Foi entao que aconteceu: - tio, que negocio e esse ai? ele disse: - é meu pau, vc tbm tem um, mas o meu e grande pq sou mais velho! foi inocente, mas algo me puxava p ele. Entao eu pedi: - posso ver? - se sua vo descobre ela me mata! - so um pouquinho tio, eu nunca vou falar... Ele deu um suspiro, e abaixou a cueca. Eu vi, uma coisa grande, morena, parecendo uma banana. na hora, meu pintinho endureceu. Eu nao sabia o q fazer com aquilo, mas sabia que queria era uma coisa que acendia aquela sensacao estranha... Ele entao me disse: - olha, ngm pode saber, promete? - prometo tio! Ele entao guardou d novo, aí eu fui e brincando abaixei a cueca d novo! Ele entao riu e disse: - gostou? e eu disse: - sim tio, parece um pirulito gigante... ele entao me disse: - as mulheres chupam e adoram! e eu: - e os meninos? ele entao me panhou no colo e disse: - meninos nao fazem isso, so se eles gostarem de meninos tbm, mas vc e novo p saber isso! nesse momento, senti uma mao dele passar de leve na minha bunda: - sua bunda perece de menina. Esse pirulito aqui serve p colocar nesse buraco ai ohh.. E passou o dedo sobre meu cuzinho! e eu disse: - coloca tio p ve! ele entao me desceu e falou: - nao, vc e novinho demais! Mas se quiser pegar, pode! Eu segurei aquilo e num instinto , coloquei na boca. Ele n falou nada, nem mexeu, por isso continuei chupar.. O gosto era estranho, mas eu sentia mais e mais vontade de colocar a boca naquilo.. nisso o celular dele tocou, era o amigo esperando ele p trabalhar.. Saimos do banho, arrumamos e fomos! ..Queria mais, e mal sabia, so estava começando...

AMIGO SAFADO

Era de tarde umas 13 horas, eu estava na casa de um amigo meu, confesso que não sinto e nem sentia nada por ele, nenhum tipo d tesão e ou/sentimento, acho-o porco, tipo, garotos que não tomam banhos e são um tanto fedidos, mas o que o tesão e a falta d sexo não faz?? Eu estava na casa dele, vendo o Google Earth admirados por ver as nossas casas por aquela ferramenta, eu tinha acabado d voltar d viagem, aquela viagem onde ocorreu a minha aventura com meu primo, quem quiser ler clique em meu nome acima e leia os outros contos também, eu estava super confuso com tudo aquilo que aconteceu na viagem, e simplesmente meu amigo estava com tesão ali no meu lado, e fingindo não querer nada me pergunta: Amigo:- na viagem você bateu muita punheta, NE safado?? Eu:- claro que não, meu primo me ajudou :P Amigo:- nossa como assim?? Eu:- é meu primo me fez uma chupada D-E-L-I-C-I-O-S-A, minhas pernas até ficaram bambas!! Nessa altura da conversa, nossos paus estavam duros, aparecendo sobre a roupa que estávamos usando!! Amigo:- caraca serio mesmo?? Explica-me isso direito!! Eu:- pô, ele chupa muito bem melhor que as meninas que me chuparam, ele sugou o meu pau, nossa não tem como explicar... Amigo:- e você deu pra ele?? Eu:- não, ele tentou me comer, mas fez cócegas, ai eu desisti!! Amigo:- e você chupou-o também?? Eu:- sim, eu aprendi chupar igual a ele!! Amigo:- posso tentar fazer em você, por favor, só pra eu aprender?? Eu:- ta eu te ensino!! Ele abaixou minha calça e seguiu minhas dicas, claro que ele não chupava bem, mas estava pegando o jeito... Ele me chamou para deitarmos para o sofá e continuarmos, eu nem pensei e fui com ele, eu disse: Eu:- vai continua ai? Amigo:- vai você, pra eu aprender como você faz!! Eu:- ta... Fui abaixando a calça dele, seu pau estava estufando a cueca, e estava um cheiro nada agradável, como eu disse acima parece que não toma banho -_-“. Eu abaixei a cueca, e vi um pau mais ou menos do tamanho do meu, moreninho, grossinho até, com bastante pelos acho que ele não aparava. Eu nem pensei muito, senão iria desistir e cai de boca, eu chupava-o e ele gemia, eu alternava umas chupadas e umas punhetadas até que ele gozar, ele gozou na sua barriga, pois não deixei gozar na minha boca, ele ficou de quatro e disse: Amigo:- coma-me, eu queria sentir como é?? Eu:- ok... Eu tentei come-lo, mas meu pau não entrou, empurrei de todos os jeitos, mas não ia... Ele tentou sentar, de quatro, de lado... Varias posições, mas não entrou, ele ficou bravo, mas para o seu alivio eu conhecia uma posição que nos salvou, a tal do frango assado, eu expliquei como era ele ficou com as pernas levantadas, me mostrando todo aquele cú peludo, eu tratei-me de ir enfiando. Posicionei meu pau na portinha do seu cú, e fiz uma forcinha entrou um pouco da cabeça, ele fez uma cara diferente. Do nada comecei a gozar sem nem ter enfiado meu pau completamente, meu corpo deu um choque parecia que tinha travado, fazia uns movimentos para frente como se tivesse enfiando, entrou a cabeça toda e quase cai d tanto ter gozado. Tirei meu pau que estava todo sujo de .... A vocês que comem cuzinhos por ai sabe do que estou falando, fui direto ao banheiro lavar meu pau estava muito nojento, fiquei vários dias com meu pau dolorido e com um cheiro diferente, juro por tudo que é mais sagrado nesse mundo que nunca mais vou ter uma relação com esse meu amigo!! Sei que este conto ficou ruim, não ficou bom conforme eu tinha prometido, mas no próximo eu tento compensar vocês meus queridos punheteiros!! MSN: andrenunessouza@live.com Abraços!!

AMIGOS SARADOS NA CHACARA

FERIAS NA CHACARA DO MEU TIO ALEX

Era época de férias de verão e eu, como de costume, perguntei pra minha mãe se podia passar umas semanas na chácara da minha tia, afinal, eu estava morrendo de saudades dela. Minha mãe deixou, pois eu havia tirado notas boas no colégio e essa seria uma “recompensa” pelo esforço nos estudos... No outro dia eu acordei bem animado, tomei um belo banho, me vesti bem bonito e arrumei uma mala cheia de roupas, e depois pedi a bênção a minha mãe e fui para a chácara... Chegando lá, fui recebido pela minha tia, primos e meu tio. O nome dele era Alex, de 32 anos anos, tinha um corpo sarado de musculação, tinha pele branca e era um pouco mais alto que eu. Até então nunca tinha reparado tanto em um homem como havia reparado em meu tio (um arrepio percorreu meu corpo, imaginei como seria foder com ele, como poderia ser o tamanho de sua pica, inúmeras fantasias passaram por minha cabeça naquele momento...), porém, os cumprimentei e minha tia me levou para o quarto onde eu ficaria hospedado por esses dias.. Entrei no quarto, coloquei a mala em cima do criado mudo, me despi e fui tomar banho. Debaixo do chuveiro, a imagem daquele homem tomou conta da minha mente, então enfiei um dedo no meu cuzinho e bati uma punheta daquelas pensando no Alex nu, entretanto me veio a cabeça que aquilo era errado, afinal, ele era meu tio e se rolasse alguma coisa eu estaria traindo minha tia. Mas não conseguia tirá-lo da cabeça, ele era muito gostoso e o seu sorriso então... Por fim, decidi que se rolasse alguma coisa, eu não fugiria, eu toparia na hora sem que ninguém soubesse... Passaram-se um, dois, três, quatro dias e nada havia rolado, até que meus primos resolveram passar o dia na casa de amigos para jogarem uma pelada e minha tia saiu com uma amiga para fazer umas compras... Enfim, eu e meu tio iríamos ficar a tarde toda sozinhos, Hehehe... Alex estava trabalhando na chácara cuidando das galinhas e dos porcos, e eu estava no meu quarto escutando música e vendo uns vídeos no computador. De repente, Alex vem até meu quarto e me chama para ajudá-lo, e eu, como não sou bobo e já com segundas intenções, fui... Nós íamos alimentar as vacas e dar banho nos cavalos... Enquanto ele caminhava para pegar a comida, eu observava sua bunda,, redondinha e marcada pela sua calça jeans, rebolando, e seus fortes braços segurando os sacos de comida. Imaginei como seria aquele homem me possuindo, me fodendo, mas ele nem sequer notou meus olhares de safado para cima dele... Alimentamos as vacas e levamos um cavalo pra dar banho. É ruim dar banho em cavalo, e, como ficamos muito molhados, pude notar algo em meu tio: como o short estava molhado, pude ver o tamanho do pau dele. Então nós continuamos dando banho no animal.. Parei, fiquei olhando para a marca da pica molhada do meu tio e ele, ao perceber o meu olhar, perguntou: – O que tu tanto olha pro meio das minhas pernas?? - depois mexer no seu pau e continuou: - Tu gostade pica, é? – Não, ta me estranhando, tio? Tô olhando nada não... - foi o que conseguiu sair da minha boca, em meio ao tesão e nervosismo que tomavam conta de mim... – Gosta sim. Senão, não estaria olhando pro meu pau desse jeito. - Disse quase me comendo com os olhos. – Gosto não, tio! Porra, para com isso! - Disse mantendo-me na defensiva. – Vou dizer uma coisa: é melhor pegar do que olhar. - falou soltando um riso sedutor. – O que? Quero fazer isso não! – Quer sim... Pode vir, não contarei nada pra sua tia. Afinal, pegar não arranca pedaço. - Insistiu. Naquele momento não me contive, como eu disse, se rolasse algo eu iria em frente e não fugiria.. Então, fui ao seu encontro, tirei sua camisa, me abaixei e comecei a tirar o botão da sua calça com a boca, depois arriei tudo e coloquei minha mão no dote de Alex... “Uau!!!” – pensei. – Aquela peca parecia ter de 20 a 21cm, era grossa, tinha uma cabeça enorme, e suas veias pulsavam ao sentir meu toque... De repente, meu tio puxa minha cabeça e sussurra em meus ouvidos: – Sabia que tu gostava. Desde que não conte pra sua tia, deixo você chupar minha piroca... Não me fiz de rogado, apertei seu pau e comecei uma punheta, depois fui alternando entre a punheta e o boquete, comecei a chupar e lamber todo a sua piroca... Sentir aquele pau na minha boca foi a melhor sensação do mundo, porém ouvi-lo gemer e falando: “Como tu chupa gostoso, chupa mais minha putinha!” foi melhor ainda. Depois de chupá-lo por um tempo, ele me puxa e me dá um beijo, então retribuo. Em seguida, ele veste de volta a sua calça, me pega no colo e sussurra novamente em meu ouvido: – Vamos pra dentro! Lá é melhor! – e segue me beijando e carregando-me em direção a casa... Lá dentro, seguimos ao quarto em que estou, ele me joga na cama, retira sua roupa e fala: – Pega teu brinquedinho e chupa, hoje tu vai ser a putinha do tio. – Claro que sim, meu macho gostoso! - disse já caindo de boca naquela jeba que tanto gostava. Chupei demais aquela pica, passei a língua na cabeça, enfiei na boca, depois desci com a língua até o seu saco e chupei suas bolas, por fim voltava de novo para a cabeça da pica e a chupava novamente, sempre repetindo os movimentos.. ela ficava cada vez mais dura em minha boca, eu chegava a esgasgar com ela, ele fodia minha boca, não tinha dó (acho que ele confundiu minha boca com um cú!), até que ele me levanta, me da um beijo e depois diz: – Deixa o tio ver esse cuzinho! - Eu mostro pra ele, meu tio abre minhas nádegfas e continua dizendo: - Hum, um cu virgem.. Quer levar rola no cu, minha puta? – Quero sim, meu macho! Fode, arregaça esse cu! - respondi com a maior cara de safado. Ele se levanta, sai, vai até o seu quarto e volta com camisinha e lubrificante. Ele põe a camisinha e passa lubrificante no meu cu e no seu pau. – Como tu ainda é virgem, vou socar bem devagarzinho. – Ok. Ele me pôs de quatro e começou a enfiar bem devagar. Não conseguiu, e tentou de novo, também não conseguiu.. Então decidiu chupar e lamber meu cuzinho pra ver se lubrificava e alargava mais... “Porra, que língua é essa!!” – pensei. Comecei a rebolar e a esfregar minha bunda em seu rosto.. Eu estava nas nuvens, o tesão era muito grande, então falei pra ele que tava quase gozando. Ele para de me lamber e diz pra não gozar agora, que o meu tesão só iria aumentar (ele não mentiu!). Depois ele sentou e pediu pra eu sentar na sua vara.. Foi o que fiz.. Apontei sua cabecinha na entrada do ânus e forçei para baixo para poder sentar na sua vara. Sentia muita dor, a pica dele estava me rasgando ao meio e peço pra ele me comer de quatro mesmo, pois assim eu não faria esforço, apenas agüentava a dor.. Ele começou a enfiar e a cabeça entrou, doeu do mesmo jeito, porém falei pra continuar, pois ele iria me comer de qualquer maneira.. Eu sentia sua vara deslizar pra dentro de mim e quando ele enfiou tudo, eu senti seus pentelhos roçarem na minha bunda, ele começou o vai e vem devagar, depois foi aumentando a velocidade e me comia como um animal no cio. Sentia uma dorzinha, que mais tarde foi substituída pelo prazer. Alex me comia em diversas posições, mas a melhor foi quando me colocou de frango-assado e mandou ver... Quando anunciou que ia gozar, ele tirou a camisinha e mandou que eu chupasse sua rola até engolir cada gota daquele leite delicioso. Depois, eu gozei alucinadamente... Fizemos mais duas vezes naquela tarde, eu sempre agüentando seus 21cm e chupando pra valer. O bom é que minha tia nem desconfia do que fizemos e, ainda hoje, continuamos fazendo quando vou passar as férias em sua chácara... QUEM GOSTOU COMENTA, EIN?

PRIMOS BRASILEIROS PART 1