sábado, 10 de agosto de 2013

CASA DO AMIGO

Olá me chamo carlos tenho 18 anos hoje mais na época em que tudo aconteceu eu tinha cerca de 15 anos . sou novo aqui então aceito criticas ok ?? mais sim... sou moreno tenho olhos verdes corpo definido pau com de 17 cm e 1,87 de altura (ná época ) eu tinha um amigo chamado felipe e eu sempre fui afim dele mais na baixa . um dia chamei ele para vir para minha casa sem segundas intenções e como teríamos prova no sábado pela manha iriamos do colégio direto para a casa para passarmos a tarde e passarmos a noite vendo filmes e tal ... Felipe tinha a altura um pouco menor que a minha cabelos pretos e olhos tbm mais tinha um corpo nem muito magro nem gordo um corpo na medida . fizemos as provas e voltamos para casa e passamos a tarde na piscina e tal quando anoiteceu fomos para minha casa , chegamos lá e ficamos sentados na cama vendo tv ai ele : - To com vontade de ver uma putaria kkkk Eu já estava com vontade tbm e peguei o pc e coloquei num site qualquer . depois de um tempo eu vi o volume na cueca dele (estávamos de cueca pq estávamos na piscina ) e falei brincando : -Vamo bater uma ?? -vamo kkkk Eu fui tirando a rola de dentro da cueca devagar mais ele tirou rápido e tipo deveria ter uns 15 cm e eu na hora quis pegar nela mais fiquei quieto Do nada ele fala : - Bate pra mim que eu bato pra vc Na hora eu achei estranho e pedi pra ele começar ... ele pegou na minha rola com jeito e bateu uma punheta gostosa e parou antes de eu gozar eu peguei na dele meio sem jeito e ele gemeu alto . Ela era pulsante grossa e na hora deu vontade de colocar na boca , parei de punhetar antes dele gozar ai ele : -pera ai que eu vou gozar e volto já Ele se levantou e na hora deu vontade de enrabar ele ai eu me levantei e enconchei ele lindamente e na hora ele deu um pulo mandando eu sair de perto mais segurei com vontade ate é relaxar depois de um tempo agarrado nele e os dois nus falei no pe do ouvido dele que queria comer ele mais na hora ele disse que n pq eu espalharia e doeria mto e tal mais convenci ele facilmente ai eu entrei com ele no banheiro e liguei o chuveiro e chamei ele e pedi pra ele mamar ele mamava como uma puta e eu gemia alto ele pediu para que chupar ele e fui com vontade depois um tempo coloquei ele debaixo do chuveiro e fui colocando o dedinho devagar e ele tentou gritar mais tapei a boca dele e fui colocando ate acostumar , depois de ficarmos no encoxado por um tempo disse que ia meter na hora ele tentou enrolar mais acalmei ela e deitei ele no chão do banheiro e levantei as pernas dele ate eu ver o cuzinho liso e rosa peguei um pouco de xampu e coloquei no rabo dele e depois no meu pau e fui colocando devagar e olhando pra cara dele e ele quase chorando , depois de um tempo comecei a bombar e mudamos as posições e quando falei que iria gozar ele se ajoelhou e abriu a boca eu me levantei e meu gozo jorrou na cara dele e ele lambeu oque pode e depois tomou um banho e continuamos a noite normalmente Umas semanas depois chamei ele de volta pra minha casa .. mais isso fica pra próxima história espero que tenham gostado ...

POR UM TEMPO ESPOSA DO TITIO

Obrigado a todos os leitores que me enviarão emails e sempre que posso respondo a todos,os mais antigos em especial e aos novos que já estão querendo mais videos no youtube. O conto que vou escrever agora é uma situação que jamais pensei que fosse acontecer,nunca mesmo,fazem 12 anos que isso aconteceu e na época estava com 21 aninhos e já com hábitos de vestir roupas femininas. A gente passa por dificuldades na vida e a minha foi ficar desempregado e sem teto para morar,um tio meu de parentesco distante resolveu me aceitar por uns tempos até que minha vida voltasse ao normal. O jeito foi morar com ele,na rua é que não iria ficar,ao chegar em sua casa que por sinal era pequena vi que suas coisas estavam todas desarrumadas,casa de solteiro,tudo largado,pouco ele falava,era alto,forte,com seus 45 anos trabalhava como segurança em uma casa de show sempre a noite só voltando no dia seguinte. O quarto que eu dormia era legal,não podia reclamar,tinha casa e apesar de poucas palavras titio não me deixava faltar nada,numa sexta feira a noite ele saiu para seu serviço e sozinho em casa resolvi fazer uma faxina para agradar ele,fui pegando tudo e colocando em seus devidos lugares,a hora foi passando até que terminei tudo e para relaxar fui tomar um banho bem gelado. Ao terminar de me enxugar resolvi comemorar abrindo uma garrafa de vinho que estava na baixa da estante e ligando o som fui em meu quarto,coloquei um shortinho rosa de renda e uma camisolinha preta,ao som do funk comecei a dançar em direção a geladeira para pegar gelo,coloquei vários cubos no copo e enchi,voltei para sala e fiquei ali até umas 4 da madruga e não aguentando mais o sono e os efeitos do vinho fui em direção ao meu quarto e caí na cama. O fato de ter exagerado no vinho me fez esquecer de trancar a porta,senti uma mão grande alisar minhas pernas e ainda desnorteado olhei para ver quem era,titio estava ali sentado na beirada da cama me acariciando,ao pegar em minha bundinha suspirei com tesão,queria parar ali e até sair mais não tinha mais como,o jeito era se entregar,a cara de safado dele,suas mãos grandes,não dava para correr e nem queria né...tinha de pagar o que ele estava fazendo por mim. O clima foi esquentando e eu começando a desperta,fique de 4 na cama com olhar na calça de titio mostrando para ele o que realmente eu desejava naquele momento,o safado abriu o zíper e desabotuou a calça abaixando lentamente e depois de tirá-la completamente observei o seu pau já bastante duro com a enorme cabeça saltando por cima da sunga que era pequena para o tamanho daquela piroca. Ele se aproximou me dando dois tapinhas na cara e falando que eu seria sua esposa enquanto eu morasse embaixo do seu teto,querendo pica abaixei sua sunga fazendo saltar na minha cara um cacete duro e latejante,daqueles cheios de nervos...nossa que delíciaaaaaa !!!!...peguei a piroca com a mão e passava a lingua na enorme cabeça,meu tio estava tesudo demais e pediu pra mamar igual uma putinha de boate,percebi que ele ficava com tesão nas mulheres e não conseguia comer ninguem há muito tempo,por isso o pau estava daquele jeito,devia viver na punheta,caí de boca na pica,chupava,mordia de leve a glande,voltava a mamar e tentava engolir o máximo que podia,fiquei ali uns 20 minutos até que meu homem pediu para me virar,obedeci como uma esposinha deve fazer,tirei minha camisolinha e o shortinho de renda rosa,fiquei de 4 com a bundinha toda exposta para aquele macho se deliciar. O cara era do tipo safadão mesmo,senti sua enorme lingua tocar minha entradinha e parecendo um louco meu macho iá me chupando o anel cheio de tesão que piscava querendo pica...meu cuzinho estava todo molhadinho,eu ali merecendo isso e querendo ser castigado pela enorme pica latejante não aguentei,vem meu macho...vem comer minha bundinha...titio pegou uma camisinha em sua carteira e com dificuldades encapou a piroca deixando ela prontinha para meu rabinho. Ao sentir ele atrás de mim em posição de penetração fechei os olhos e fui sentindo seu caceti enorme me invadir as pregas que iam cedendo a cada avanço do enorme membro latejante,titio era mal...nossaaa !!!!!...cara que piroca grande é essa seu puto falava para ele...meu macho uirrava igual um lobo e me pegava forte pela cintura,eu pequeno e indefeso tinha o rabinho deflorado naquele momento,a piroca fazia movimentos de entrar e sair me alargando ainda mais,a dor que eu sentia já era menor,meu tio começou a socar com mais velocidade e meus gritos aumentaram...porraaaaa !!!!!!...fode !!!!!!!!!...me da picaaaaaaaaaaaa!!!!!!!!...mete na tua esposinhaaaaa!!!!!!!!....gritava eu sem parar enquanto o deixava com mais tesão. Aquela pica só me deu descanso quando ele pediu para cavalgar nele,tirou seu pau do meu cuzinho e mandou eu chupar,deitou na cama e com o pau envergado cai de boca chupando mais um pouco aquela benga tesuda,com dois tapinhas na minha cabeça entendi o recado,posicionei seu pau na entrada do meu rabinho e fui descendo devagarinho...nossaaaaaaa !!!!!!!!...meu cuuuuuuu !!!!!!!!...meus movimentos eram lentos,subia e descia,rebolava na cabeçona e enfiava tudo para dentro de novo,titio tentava se mexer socando seu pau quando podia,eu ali sem forças levava tapas na bundinha,faz eu gozar sua putinha pediu meu macho...comecei a cavalgar seu pau de forma mais rapida alternando com reboladas até que senti seu pau inchar dentro de mim...ele me segurou pela cintura fazendo meu corpo descer ainda mais na sua enorme tora enquanto enchia meu cu de leite...estava exausto e cai por cima de seu corpo com a piroca ainda toda no meu rabinho,ofegante ele alisava meu corpinho e no meu ouvido falou que eu seria sua para sempre. O tempo passou e depois de quase dois anos morando com ele e sendo sua esposa era hora de novos rumos,me despedi com um bilhete agradecendo tudo e sem olhar para trás segui meu novo caminho. email:pcdiscreto@yahoo.com.br videos no you tube:acessem o site e no campo procurar digitem 1-cdzinha na cozinha 2-cdzinha limpando chão 10-08-2013.

ODIAVA MEU PAI....

Olá amigos , venho contar minha experiência de amor e ódio com meu pai , hoje sou separado , tenho namorada tenho filhos ,38 anos vida normal e heterossexual ,mas confesso que nunca vou esquecer os anos que vivi com meu pai hoje falecido.peço desculpas pelos erros de português a todos um abç. Bem vamos lá... Aos 6/7 anos de idade morávamos eu meu, minha irmã (parte de mãe)meu pai e minha mãe a começava a me dar conta de que a relação deles em casa não era das melhores , meu pai trabalhava com representante comercial de uma grd empresa pelo país e viajava muito e toda vez que voltava pra casa o clima ficava tenso não sei pq mas ele tinha o poder de tumultuar o ambiente familiar , sempre estressado e de mostrando que n queria estar ali. Eu desde pequeno evitava a companhia dele, mas fazia sucesso entre os amigos e mulherada ele Negro, 34 anos, 1,89 alt., uns 120 kls, barriga de chopp, peludo no peito, machão, voz bem grossa um rosto serio e olhar bravo eu não gostava daquele homem grosso, mandão e agressivo às vezes, na ultima briga entre ele e minha mãe ela decidiu dar um basta e terminou seu casamento com ele na discussão ele disse para minha mãe que iria me levar com ele e minha mãe não aceitou está condição ele se foi sem ao menos se despedir. Tocarmos nossas vidas os anos se passaram eu e minha irmã, mas velha estudava-mos e minha mãe trabalha cuidava da gente e da casa, às vezes namora com algum homem, pois era uma mulher muito bonita, esforçada e carinhosa com todos. Quase 10 anos, ele cumpria suas obrigações financeiras (pensão), mas nunca mais apareceu. Um dia minha mãe recebeu uma carta dele dizendo que ele estava voltando a morar em são paulo e gostaria de voltar a ter conato comigo pois era seu único filho e agora queria participar de minha vida . minha mãe deixou claro que se eu não quize-se não era obrigado a conviver com ele e ela brigaria ao me favor se eu quise-se. Eu não fiquei muito tenso com a noticia e de imediato disse a ele que não queria, pois não gostava dele, ela me deu conselhos que isso não era bom que com defeitos e qualidades ele era meu pai, mas me disse pra ficar tranquilo, pois ela falaria com ele. Dois meses depois qd eu chegava da escola vejo em frente a minha casa um carro prata achei estranho, pois estava bem em frente ao portão, entrei e joguei meu material no sofá, tirei meu tênis e sentei ligando a TV pra ver o globo esporte e gritei... OI MÂE CHEGUEI!!!!!!!!!!!!! Silencio passaram alguns minutos minha mãe vem até a sala me beija e fala teu pai ta ai!!!! Senti um frio na barriga, medo, vontade de correr e tudo mais cheguei a ficar frio, passado alguns minutos ele veio até a sala e disse e a rapazinho? Eu estático..... Ele veio me abraçou, elogiou como eu estava crescido, bonito e estas coisas eu não conseguia dizer uma palavra, minha mãe foi até a cozinha e ficamos na sala em silencio eu olhando pra TV e ele me olhando, minha mãe voltou e começou a conversa Dizendo: marquinhos conversei com seu pai expliquei o que se passa aqui em casa e o que acertei com vc, mas ele insiste em conversa com vc! Ele é seu pai! E vai te fazer bem ter um convívio com ele, mas vc quem decidi como sempre te disse, vcs precisam conversar vou estar na cozinha, levantou me beijou e saiu...... Eu não conseguia encarar aquele homem, mas sentia meu estomago preso e eu estava incomodado com a presença dele em minha casa. Ele muito direto e objetivo, posso saber pq vc não gosta de mim? silencio.......... Filho olha pra mim ! Mudei muito nesses anos , sei que errei no passado e vc tem toda razão de não querer minha companhia , mas vim aqui pra te pedir uma segunda chance pra ser um pai que vc merece. Será que vc é capaz de me perdoar? Perdi seu avô fazem 4 meses e isso mexeu muito comigo, acho que por isso tenho sentido falta de vc! Queria que vc fosse em casa me conhece-se melhor e deixa-se eu te conhecer tb. Eu não sabia o que dizer! Mas fiquei com pena daquele homem sentado no sofá ao lado, lembrava das palavras de minha mãe e no fundo sempre achei bacana meus amigos que tinham pai presente. meio sem voz falei : ta bom pai vamos lá Tb quero conhecer o SRº ele abriu um sorriso , levantou me abraçou e conversamos amenidades minha mãe veio até a sala olhou pra mim piscou e sorriu, sei que ele não queria que eu o odia-se apesar da relação dos dois não ter dado certo, marcamos e no dia seguinte que era uma sexta ele veio me buscar depois da aula , parecia criança dava pra ver a alegria dele eu estava um pouco retraído na verdade não sabia como me comportar mas fiquei observando cada atitude dele, fiz minha mochila com o coração apertado mas tb estancioso pra ter contato com meu pai , saímos ele bem falante me oferecia de tudo no caminho e queria saber o que eu gostava de fazer , comer, prometeu me ensinar a dirigir etc. , chegamos ao apto dele abriu a porta um local bonito , limpo levou minhas coisas pra um quarto dizem que era meu um quarto bem legal , com cama de casal , TV, decoração do meu time e tudo mais , fiquei feliz e fiquei arrumando as coisas , deixei o tempo passar fiquei curtindo o quarto novo e não percebi o tempo passar. Comecei a me trocar e qd estou colocando a cueca ele entra e eu fiquei sem graça, pois n tinha costume ficar nu prox. de ninguém a não umas namoradinhas que tinha na época. Ele sentou na cama ficou observando eu me vestir e falou: orra mlk se tá bonito em a mulherada deve tá fazendo fila kkkkk modéstia parte sempre me dei bem com o sexo feminino desde novinho, sou bem risonho, simpático, 1,82m, 84 kls, negro, estava entre 16/17 anos já com alguns, pelos, uns 18/19cm de pau coxas grossas de futebol e peladas na rua, e como a maioria da minha raça um bunda grande e firme. ele foi perguntando sobre minha vida sexual falei que comia umas menininhas e tudo mais ele se remexia na sentado na cama me incentivou aconselhou e falou que a janta tava pronta e saiu. Nos encontramos na cozinha ele fazendo o prato dele sentou e fiz o mesmo e ficamos falando sobre a vida na verdade quem mais falava era ele eu como todo muleke nessa idade era mais calado tomei cerveja com ele arrumamos a cozinha e fomos pra sala ele tinha comprado um vídeo game pra gente fiquei louco jogamos por horas , eu estava achando meu pai demais nem parecia o mesmo da minha infância ele se cansou um pouco e eu fiquei jogando sozinho mais um tempo eu no tapete ele no só qd percebo ele cochilava e eu passei a observa-lo estava orgulhoso do meu pai. Ele 44 anos, bonitão , bem tratado era um homem grande , barriga de cerveja , peludo , cabelo raspada um cavanhaque ficando grisalho como alguns pelos de seu corpo tb coxas grossas e parecia que tinha um urso dentro da bermuda , já estava tarde e eu me cansei de jogar , desliguei o game e chamei ele para ir pra cama , ele acordou todo assustado e me pediu desculpas por ter dormido mas teve uma semana cansativa , falei para ele ficar tranquilo que entendia ele se levantou disse que ia tomar uma ducha , arrumei a sala e fui para o meu quarto assisti um filme , depois de 20 a 30 mim ele bateu na porta e perguntou se podia ficar comigo pois tinha perdido o sono assistimos ao filme e acabamos dormindo juntos , no meio da noite sentia o peso das suas pernas e braços sobre mim acordei com ele se mexendo e percebi que ele estava excitado fiquei assustado dom o tamanho do volume dentro da bermuda me mexi tentando dar espaço pra ele na cama e sinto a pressão de seu braço e suas pernas se enlaçando em mim e balbuciando: filhão o pau te ama , fiquei tocado com ele e acabei dormindo novamente. Acordei no dia seguinte ouvindo aquele vozeirão grave me chamando : acorda filhão ,vai dormir o dia todo mlk , já são quase 11 hrs vamos tomar café e dar uma volta temos muito o que fazer ! Tomei banho me vesti , tomamos café e saímos , tive um dia maravilhoso não sei quem tava mais feliz eu ou ele, fizemos de tudo um pouco, me deu aulas de direção, compramos bonés e tênis parecidos, escolhi umas roupas pra ele, cuecas, as dele eram de tiozão, aprendi a jogar bilhar, tomamos cerveja e voltamos pra casa o dia transcorreu normal, estávamos cansados, mas felizes , tomei meu banho me troquei ,pedimos pizza, falamos e riamos bastante ele era muito palhaço nem de longe lembrava o pai da minha infância e eu me sentia muito sossegado na presença de meu novo herói , assistimos TV o sono bateu , desça vez que me acordou foi ele falando para irmos dormir fui para meu quarto e ele foi tomar banho e dormir, minutos depois ele bate na porta e diz se pode dormir comigo de novo, e já foi se arrumando eu nem liguei. Vou sentir falta da sua companhia ele disse, eu Tb pai ta sendo bem legal ficar com o SRº, Serio filhão? Já da pra pensar em perdoar o pai? esqueci isso pai ..... To falando serio, filho pode acreditar te amo demais mlk , ficamos nos olhando olho no olho e ele num impulso me deu um beijo na boca eu sorrir retribui com outro beijo e passei a mão naquele rosto forte mas com um olhar carinhoso , sentindo os pelos de sua barba por fazer e seu grosso cavanhaque. Ele falou vc gosta da barba do pai ? eu quero ter igual a do SRº acho legal seu peito peludo tb , não vejo a hora dos meus crescerem mas ainda to lisão, ele começou a a alisar e analisar meu peitoral e disse se não nascer nem precisa vc é lindo filho. Fez caricias no meu rosto e voltou a me beijar e senti sua língua invadindo a minha boca eu nem sabia o que pensar. Mas percebi que eu queria aquilo, ele me beijava com um carinho e eu sentia sua língua áspera e o gosto da sua saliva ele passava sua língua em meu pescoço e sua mão percorria meu corpo por completo, colocou a mão por dentro da minha cueca e apertava meu pau que a esta altura estava estourando de duro, foi até o pé da cama, tirou minha cueca, cheirava meu corpo e engoliu meu pai totalmente e ficou chupando enquanto me apalpava e com jeito ergueu minha pernas e caiu de boca no meio da minha bunda encontrando meu cú, eu nunca tinha tido nenhuma experiência gay e nem gostava de nada referente há isso, mas sentia aqueles pelos da barba do meu pai aquele língua grande, quente e áspera entrando um meu cuzinho até então virgem, ele veio sobre mim me deixando de pernas abertas e voltou a me beijar jogando seu peso sobre mim, parou olhou nos meus olhos e perguntou: ta gostando filho? É isso que vc quer Tb? Se quiser a gente para! Eu beijei a boca dele me liberando pra dar prazer pro meu velho que eu tanto amava, ele tirou a bermuda e pude ver o monstro que ele tinha no meio das pernas, um pau bonito, preto rodeado de pentelhos grossos, uns 23/24 cm grosso de cabeça grande, com muitas veias pulsantes e babava muito, assustei ao ver aquilo e fiquei preocupado ele veio pra lateral da cama ficou em pé e me ofereceu aquele mastro que me trouxe ao mundo, cherei aquele pauzão preto e coloquei na boca sentindo o gosto e o cheiro de homem do corpo e da virilha do meu velho, ele arfava e urrava de tesão acariciando minha cabeça eu chupava e lambia toda extensão daquela mangueira com quem acaba de descobrir a coisa mais saborosa da vida, chupei suas bolonas pentelhudas ele se sentou na cabeceira da cama me deixando aproveitar cada pedaço dele eu estava enfeitiçado pelo único homem que admirei nessa vida, ele se contorcia e aproveitava minha boca e percebia o fascínio que exercia sobre mim, dizendo cuida do teu pai mlk, sou teu faz o que quiser com teu velho vai isso engole pauzão do papai, ele suava e eu chupava e lambia meu pai feito um louco até que ele começou a bufar e por incrível que parece seu pau conseguiu ficar maior, ah filhão eu te amo mlk, deitou minha cabeça em sua coxa e bombava o pau na minha boca enquanto se masturbava urrou e soltou vários jatos do seu leite em minha boca enquanto eu tentava engolir aquele leite grosso e viscoso que jorrava daquele pauzão, gozou e eu continuei chupando até ele amolecer e ficar flácido em minha boca , fiquei batendo punheta e qd estava prestes a gozar meu velho foi até meu pau e sugou e engoliu cada gota do leite do filho que estava todo entregue a sua experiência veio pra cima de mim e ficamos nos beijando durante um longo tempo e ele fazendo declarações para seu filhote apaixonado. Nessa noite acabamos transando e senti pela 1 x meu pai , meu homem , meu amor , mas conto logo mais .............

MINHA PRIMEIRA VEZ....

oi esse e meu primeiro conto , tenho 19 anos e a muito que eu queria dar , pois sempre fui homo , tenho enorme atraçao por coroas , de preferencia rusticos , tenho 1,70 de altura , claro , cabelos castanhos , meio gordinho , e uma bundinha bem redonda , moro perto de uma obra , e todos os dias eu passava em frente e ficava imaginando mil coisas com aqueles homens suados e rusticos , me pegando e me comendo , eu delirava e em casa me acabava na punheta , eu era virgem de pau por que eu ja tinha metido cenoura , salsichas e salames no meu cuzinho , como fico muito tempo sozinho em casa , eu enfiava e ficava com eles dentro de mim por muito tempo andando pelado pela casa , me imaginando sendo penetrado por um deles , eu espiava pela minha janela , e via eles trabalhando , e me masturbava mechendo com aquilo que eu tivesse metido na minha bunda , quase desmaiava de tanto me masturbar isso todos os dias , ate que certa feita voltava eu da aula de ingles e passando em frente a obra o vigia , que eu nao conhecia , me olha de cima a baixo e lambe os labios , tremi de tesao , em casa no meu quarto pequei meu consolo , que comprei na sexshop , e de 4 me masturbei e me comi muito , isoo foi a semana toda ate que em um dia de frio eu vindo ele me diz quando passo , gordinho gostozinho novas punhetas isso se repetiu mais umas 3 vezes , eu ja tava doido com aquilo que um dia parei e perguntei pq ele me falava isso que ia falar pro meu pai e tal e coisa , tudo mentira eu queria era papo ever no que ia dar a resposta dele foi simples olha gordinho eu ja saquei que vc e bicha , pelo jeito de andar entao vem aqui mais tarde que vou comer vc todinha sua bichinha eu sai vermelho tremendo de tesao nunca ninguem tinha falado isso pra mim e eu nao do pinta nem uma , morro de medo , como ele percebeu ? sei que a sorte me sorriu , meus pais tiveram de ir ver meu vo que estava doente , eu inventei estudos e fiquei em casa , como meu vo mora em uma cidade proxima 60km eu sabia que iam demorar , la pelas 8hs resolvi ir la na obra como e inverno nao tem ninguem na rua por causa do frio fui , bati no portao el veio abriu quando me viu deu risada vc veio ne bichinha vim saber que papo e esse nada veio dar mesmo nao ja falei pro meu pai e le vai vir aqui ta tabem , mas entra aqui que ta frio demais eu entrei na obra, ele ia andando na frente eu atras tremia de medo e tesao subimos ate o primeiro andar aonde ficava a casinha dele vigiar a obra e ai que vamos fazer? fazer o que ? perguntei ue vc veio , entao e pq quer me dar mas eu nunda dei oba um bicha virgem mas eu nao so bicha sei , viado entao , e enrrustido sou nada disso ta bom vem ca ele me pega pela mao e me pucha eu vou ate ele , que me abraça , ele e grande branco cabelos todos brancos , forte e barrigudo cheirando a cigarro , eu ja melava no pintinho , ele me vira e me senta no seu colo , sinto algo duro na minha bunda , ele aperta meus peitos , doi , aperta minhas pernas , doi tambem , me levanta e aperta e belisca minha bunda , reclamo ele e muito bruto tira a roupa eu tiro mecanica mente , no quartinho dele tem um aquecedor e e bem quentinho, nem noto ja to so de cuecas e meia hum que delicia de gordinha gordinha? amei nunca ouvi isso vira de costas eu me viro tira a cueca eu tiro abre a bundinha , quero ver teu cu eu abro nao to vendo te curva um poco eu me curvo que cu lindo e rozinha eu ali curvado de bunda aberta , meu pau ja tava latejando de tesao ele se aproxima de mim , me toca na bunda , aliza belisca , aperta eu gemo e reclamo , mas e adianta algo? ele senta no seu banquinho , abre minha bunda e pela primeira vez na vida sinto um dedo em meu cu ai devagar doi? doi entao pega esse pote de manteiga ai na tua frente pego e dou pra ele ele abre o pote e tira um pouco la dentro , abre bem a bunda abro e sinto ele me lambuzar o cu virgem de manteiga , logo ele enfia um dedo bem no meu fundo , nao aguento e solto um longo aiiiiiiiiiiiiiiiiiiii gosta? gosto mas devagar por favor ta bem ele entra e sai do meu cu com seu dedo , logo ele mete outro dedo e mais um , gemo ta doendo muito? ai muito nao mas doi entao apoia na mesinha que para de doer eu apoio ficamdo com a bunda pra cima , ele brinca com meu cu e seus 3 dedos , gemo muito aiiii , aiiiiiiiiiii , ai , delicia , mete mete mete , quero gozar goza bate uma punhetinha eu bato quer que te chingue? ai quero goza putinho , meu viadinho , bichinha puto me chama de gordinha ha gosta ne safado , gordinha , goza gor di nha e falando e mechendo eu gozo muito , quase caio , ele me segura , minha porra ate vuou longe, ele tira os dedos de mim reclamo pedindo mais calma gordinha vc vai ter mais , mas me diz vc ja viu um homem nu? nao entao pera ai se fasta um pouco e tira toda a roupa , quando tira a cueca vejo a sucuri e um fio de baba da ponta do pau dele ate a cueca, uma barriga grande , pelos brancos , e um pau de uns 23 cm e ai que achou um tesao , parece um urso pois e eu vou ser teu urso e vc minha gordinha , ta bem? ta bem que vc quer fazer agora? quero que vc enfie os dedos em mim e me faz gozar de novo nao nao tem coisa melhor, vem ca me leva ate uma cama velha , me coloca de 4 , lambuza meu cu de muita manteiga e tenta me comer , eu gemo , choro doi muito ai para para para , nao da nao aguento isso tudo para vc ta muito assustado , com calma entra , ja meti 3 dedos em vc , e olha o tamanho dos 3 nao da doi vai me rasgar nao quero mas vc veio fazer o que aqui entao vim te conhecer mas nao esperava um pau desse tamanho todo ta bem , por hoje eu vou deichar mas na 4 feira eu to de guarda denovo , ai vc volta aqui e ai vou te comer isso deicha pra 4 ai eu venho e com calma eu do promete? prometo entao ta bem agora vem aqui , e me chupa , vc ja chupou um pau? nunca nem tinha pego num entao vem e me chupa bem gostozinho ele se deita na cama com aquele pauzao pra cima , eu pego e alizo , bato punheta , e caio de boca tento engolir tudo mas nao da , e impossivel entao mamo na cabecinha e vou ate aonde da, chupando ele gemendo , eu me ajeito ao lado dele e quando noto ele ta metendo um dedo em mim , me aproximo mais e me abro com uma das maos ele ai mete os 3 denovo , bem fundo e meche la dentro , gozo rapido , logo ele segura minha cabeça e goza dentro da minha boca engulo o que da , o resto escorre pelos dele , tiro o pau da boca limpa eu vou procurar um pano ele me pucha e fala nao com alingua , e eu lambo seus pelos engolindo a porra ate ficar bem limpinho, olho as horas ainda e cedo pro meus pais voltarem mas por segurança antes que eu de a força resolvo ir embora , me visto , trocamos telefone ele se veste e descemos antes de sair pelo portao ele me pucha baicha so um pouquinho sua calça e a cueca eu baixo ele enfia o dedo em mim , ai pega seu sanduiche de lanche , errola a mortadela num tipo de charuto , abre minha bunda e enfia dentro do meu cu isso e de presente pra vc quando chegar em casa vc vai comer ela penssando em mim fui embora chego em casa corro pro quarto tiro a roupa toda vou no espelho grande no quarto dos meus pais e vejo aquele rolo na minha bunda tiro e como com prazer , ainda ligo pra ele e digo que tava delicoso nem preciso dizer que me masturbei muito lembrando de tudo e sentindo o gosto de seu leite na boca , espero que 4 chegue logo , ai vou ter de dar , depois prometo que conto pra vcs como perdi a virgindade. se vc que ler quiser se comunicar comigo tsex@live.com prometo que respondo

TITIO NOTA 10

Não sou muito de ler contos mas senti vontade de contar o meu, sou louro olhos verdes, meu nome é Julio e quando isso aconteceu comigo tinha 12 anos e era virgem, meu tio sempre foi um gato daqueles de deixar de pau duro só de te olhar e sorrir. Com essa idade não dá para contar quantas punhetas bati pensando naquele corpo escultural , ele era branco, loiro, corpo bem torneado uiii só de pensar rsrsrs. Minha familia estava passando por um periodo dificil e meus pais tiveram que se mudar para uma cidade vizinha a trabalho, eu fui passar uma temporada na casa de minha avó para não perder o colégio já que estava indo de mal a pior nos estudos, meu tio morava com minha avó sendo o mais novo. Eu nem imaginava o que iria acontecer nesse meio tempo e se imaginasse acho que teria feito o impossivel para não ir, minha avó na época era uma senhora idosa que sofria dos nervos e dependia de calmantes. Meu tio era mecânico e chegava em casa apenas na hora do jantar, já eu ia para a escola pela manhã e tinha a tarde livre e só já que minha avó visitava uma amiga diferente a cada dia e assim passou-se mais de uma semana e eu até que estava gostando da minha rotina que não era muito diferente de quando eu morava com meus pais. Numa noite após chegar minha avó não estava bem preparou o jantar e disse não estar com fome, que ia dormir e não queria ser encomodada, com certeza ela tomou um calmante eu já estava acostumado com isso e já imaginava ve-la apenas no próximo dia. Fui jantar meu tio chegou todo suado como de costume o que me deixava de pau duro no ato, expliquei que minha avó tinha ido descançar ele foi ver, cheguei a ouvir ele chamando ela para ver se acordava mas até ai tudo normal, notei que ele não tomou banho como de costume e pediu para que eu servisse o jantar achei estranho mas fiz. Ele se sentou a mesa no centro da cozinha e começou a me cuidar quando fui alcançar a ele o prato notei que ele estava com a outra mão alisando o pau por cima da calça, congelei mas continuei a a servir o jantar, comemos e nada de estranho, deixamos a louça na pia e eu fui para a sala assistir televisão uma das minhas paixões. Meu tio logo venho puxando papo e aquele cheiro de homem suado estava me levando a os delirios enquanto ele falava eu cheguei a notar que ele percebeu e me perguntou se eu queria ver um filme, respondi sim. Ele foi a seu quarto e trouxe uma caixa de filmes pornos e foi logo colocando um, cacete se não bastasse ele estar fazendo eu pirar pois ele era gostoso de mais eu tava vendo cenas de sexo algo completamente novo pra mim eu estava tão excitado que meu pau chegava a doer dentro das calças e é obvio ele notou e me deu um sorriso safado. Em seguida ele me perguntou se eu queria ver um filme melhor e claro respondi que sim, ele se levantou e dessa vez colocou um porno gay, meus olhos brilharam e ele perguntou se eu tinha vontade de fazer aquilo, fiquei congelado mais ele me abraçou que delicia de homem, não consegui dizer para ele se afastar e ele aproveitou, me arrancando a calça me dizendo vou te ensinar como o titio pode ser divertido, eu estava completamente entregue nos braços daquele macho. Ele não me deu tempo para pensar me pós de quatro e começou a lamber meu cuzinho que sensação deliciosa fui a os céus e voltei, o meu pau latejava de tesão, em em todas as punhetas quando eu iria imaginar meu tio chupando meu e que sensação maravilhosa que eu nunca tinha sentido. Perdi a noção de tempo do quanto ele me chupou o tesão era imenso, mas me lembrei de minha vó e ele disse calma putinha titio já cuidou de tudo ela não vai acordar hoje esse rabinho branco é meu vou te foder todinho. Nesse meio tempo ele socou um dedo no meu cu eu senti um tesão imenso e ele disse então essa puta quer rola é vou arrancar esse cabaço, nisso ele se posicionou atrás de mim, colocou o pau na entrada do meu cu, me segurou pelas cadeiras e forçou que dor dos infernos eu gritei mas fui a bafado pela mão dele. Ali dentro de mim meu tio fez eu sentir cada prega do meu cu se arregaçar e eu estava completamente dominado sem ter nada para fazer além de permitir que continuasse, ele começou a bombar cada vez mais rápido a dor só piorava cheguei a chorar, quando senti m jarro quente imundar o meu cu era a porra dele. Ele disse que foi putinha ta querendo mais respondi que não, e ainda enrabado ele continuou a bombar rapidamente meu cu eu senti uma vontade de morrer e ele em seguida falou vou encher teu cu apertadinho de porra. E assim ele fez mais uma vez nessa altura do campeonato eu não via a hora para aquilo acabar, e ele finalmente tirou o pau do meu cu arriei em cima do sofá, e ele disse Julio vamos tomar banho. Fomos para o banheiro tomei banho e ele me disse que se eu contasse a alguém ele iria desmentir e inventar que me pegou dando o cu para alguém eu sabia da amizade que ele tinha com meu pai e que possivelmente ele iria acreditar por isso me calei daquele dia em diante me tornei a putinha do meu tio.

segunda-feira, 5 de agosto de 2013

domingo, 4 de agosto de 2013