sexta-feira, 25 de outubro de 2013

MORANDO COM MEUS TIOS 3-A TRES É MAIS GOSTOSO

No sábado acordo ansioso para ir a casa de Eustaquio próximo a hora do almoço decido ir, sou super bem recebido por Eustaquio com seu belissimo sorriso, um abraço que me deixou um pouco desconcertado, onde pude sentir seu corpo quente por estar sem camisa, que visão era aquela mas me contive. Cumprimentei Euclides, o sr Osvaldo e conheci Genoveva esposa de Sr Osvaldo mãe dos rapazes. Logo perguntei qual seria o assunto, porem Eustaquio disse para que eu relaxasse que isso seria discutido mais tarde. era um churrasco que aos poucos foi recebendo alguns convidados, poucos mas bem alegres. Ver os rapazes de um lado para o outro sem camisa estava me enlouquecendo principalmente quando eles pegavam em seus cacetes dando aquela coçada discretamente, mas que não passava despercebida por mim. O dia passou rápido, bebemos cantamos jogamos cartas, comemos e no final do dia já anoitecendo só restando eu e os donos da casa sou abordado por Sr Osvaldo que me pergunta sobre a faculdade, meus estudos anteriores, meus interesses futuros e após uma breve conversa me propõe trabalhar em seu escritório de contabilidade digo que estou no meio do primeiro ano apenas ele diz que não há problema que o trabalho será ensinado passo a passo o importante seria saber se eu estava interessado a trabalhar e aprender, minha cabeça girou pensei em mil coisas a proximidade com Eustaquio, a oportunidade de já ter um trabalho melhor e na minha área, mas também de não conseguir esconder meu interesse e por tudo a perder, porem resolvi em segundos arriscar pois era muita sorte e não poderia de forma alguma deixar esta oportunidade passar. Uma semana depois seria meu primeiro dia de trabalho, estava apreensivo, fui recebido por Eustaquio, seu sorriso e seu abraço caloroso mas desta vez com uma camisa social que o deixou mais serio e ao mesmo tempo mais atraente, me mostrou o escritório, onde eu iria sentar e começou a me explicar como funcionava meu trabalho, mais tarde Sr Osvaldo veio conferir o que estava fazendo e Eustaquio sempre por perto, cheguei em casa louco de tesão com o pau duraço ao ser recebido por Vera beijei com vontade, ela percebeu ao pegar em meu pau meu cacete duro, disse que iria esquentar meu prato e fui para o banheiro tomar banho. Tio Helio entrou e me perguntou como tinha sido meu primeiro dia convidei o para entrar no chuveiro comigo dei um beijão super gostoso e quente em tio Helio o virei de costas para mim pedi para que empinasse sua bunda e meti sem do comi forte, metendo fundo em seu rabo fazendo com que gemesse e as vezes gritos de dor e prazer, percebendo que a brincadeira havia começado, Vera entra no banheiro se despe e entra junto na área do banho que pequena faz com que fiquemos mais juntos. Enquanto meto no rabo de tio Helio Vera chupa o marido e depois eu a como sentado no vaso com ela sentada em meu pau de frente para mim enquanto eu chupo seu peitos. Termino meu banho janto e ainda sou mamado por Vera e Tio Helio. Dois meses depois Eustaquio após o almoço chega todo molhado no escritório, diz que a chuva o pegou no caminho de moto e não teve jeito. Só estávamos nos dois no escritório disse para que ele tirasse a camisa molhada que eu iria dar uma camisa que eu tinha reserva pois a aula foi cancelada devido a falta de energia, fui pegar a camisa da pasta e me curvei um pouco e de repente sinto mãos me envolverem a cintura e algo duro e molhado encostar em minha bunda me assusto então Eustaquio diz que não preciso mais disfarçar meu olhar para seu peito que hoje ele seria só meu, pergunto se ele enlouqueceu Eustaquio diz que desde o primeiro dia percebeu meus olhares para seu corpo e seu cacete e seu irmão também a idéia do emprego foi dele para saber melhor qual era a minha se eu era de confiança, pois ele era bi e não queria que isso se espalhasse queria casar ter filhos mas curtia muito transar com um homem. Fico quieto olhando para ele sem saber o que dizer encostado na mesa do escritório, Eustaquio se aproxima pega em minha mão e a coloca em cima de seu cacete que esta duro feito rocha, olha no fundo dos meus olhos e diz para eu dizer para ele se eu não estivesse gostando, meu silencio foi entendido como um consentimento para um beijo delicioso e intenso, Eustaquio começa a desabotoar minha camisa, beija meu pescoço e vai descendo beijando e mordiscando meu peito, desce sua calça junto com a cueca, nos inverte de posição, senta em cima da mesa e abaixa minha cabeça fazendo ir de encontro com seu pau, entendo o que ele quer e abocanho aquele lindo e delicioso membro chupando e lambendo cada centímetro, passo minha língua em sua viria e em seu saco, enquanto Eustaquio grita dizendo para eu lamber, chupar mais e mais, se vira abre com as mãos sua própria bunda e diz para eu lamber seu cu, não acredito aquele macho gostoso me oferecendo seu rabo? Sem questionar caio de boca enfiando o maximo possível minha língua dentro daquele rabão peludo tirando gemidos e gritos de prazer então Eustaquio se vira e me pede para que eu sente na mesa e desta vez ele é quem me chupa onde quase goso com sua boca quente e gulosa. Eustaquio me virou de costas para ele pediu para que eu abrisse bem minha bunda e me fez um cunete maravilhoso e depois começou a me dedar e alternar com sua língua, meu cacete babava de prazer então supliquei para ser enrabado o que fui atendido de pronto receber aquele cacete em minha bunda foi delicioso, não tenho descrição nem dor senti somente prazer, Eustaquio media forte em minha bunda comigo apoiado na mesa, depois eu cavalguei em seu cacete com ele sentado na cadeira bati uma punheta sentindo seu cacete me invadir e gozei litros de porra. Dias depois Eustaquio me convida para ir a sua casa sabia que seus pais tinham ido viajar e ele me disse que Euclides tinha ido junto e que nos poderíamos aproveitar com mais liberdade e conforto que nossas fodas no banheiro após o expediente. Eustaqui pede para que eu fique de cueca na cama e me diz que tem um fetiche e pergunta se eu aceito ser amarrado fico meio desconfiado mas aceito, Eustaquio me amarra os braços na cabeceira da cama de forma que eu fiquei com eles abertos e as pernas também abertas e amarradas os pés da cama e vendado, sinto Eustaquio vir para cima de mim e me dar seus beijos em meu corpo sei que era ele devido seus cabelos lisos tocarem meu corpo por ter cabelos ate os ombros, relaxo e aproveito seus beijos, lambidas e mordiscadas em meu pescoço, meu peito mamilo por mamilo e chupado, minha barriga e minhas coxas, ate minhas axilas são lambidas. Começa então o tratamento em meu cacete ainda por cima da cueca sinto uma mão acariciar meu membro porem ao mesmo tempo sinto alguém em cima de mim me oferecendo o cacete escuto a voz de Eustaquio me pedindo para abrir a boca, então pergunto o que esta acontecendo Eustaquio diz para eu não me preoculpar apenas aproveitar e abrir a boca e chupar seu cacete, digo que não farei nada enquanto ele não me tirar a venda. Eustaquio concorda e retira a venda é ele quem esta em cima de mim com o cacete em meu rosto, pergunto quem esta acariciando meu pau então escuto a voz de Euclides dizendo _ Eu cunhado! Pirei com aquilo meu pau deu um pulo dentro de minha cueca foi libertado e gulosamente abocanhado por Euclides e fiz o mesmo com Eustaquio, depois de muita chupação eu em Eustaquio e Euclides e os dois em mim revesando chegou a hora da meteção, me desamarraram fiquei de quatro para Eustaquio que me meteu gostoso enquanto eu chupava seu irmão depois invertemos. Pedi então para comer Eustaquio e qual foi minha surpresa ao ver enquanto eu metia no cu de Eustaquio Euclides deitar em cima do irmão oferecer seu cacete e cair de boca no pau de Eustaquio acelerei e gozei logo vendo a cena. Após uma pizza, descanso e conversa, mais putaria, beijos triplos alternância de cacetes chupando os dois irmãos enquanto se beijavam e depois me chupando enquanto eu beijava um dos irmãos ate chegar no trenzinho onde eu fui o sanduíche e comi Euclides enquanto era enrabado por Eustaquio. Foi muito bom repetimos mais umas três vezes esta brincadeira, ainda não contei a Eustaquio sobre eu e meus tios nem sei se contarei por enquanto, quase todos os dias transo com Eustaquio, as transas com meus tios diminuíram mas ainda rolam e quando acontecem são deliciosamente loucas, apesar de não transar mais tão freqüente como no começo praticamente todos os dias nos damos muitos orais, recebo e dou muitas mamadas no meu tio e lambo muito a xoxota de Vera e sou mamado por ela. Eustaquio recentemente aprareceu com uma namorada chamada Aline e esta me incentivando a namorar Alessandra com quem já fiquei duas vezes. Eustaquio diz que será melhor para nos dois que não mudara em nada a nossa relação só fortalecera e tem idéia de que algum dia possamos colocar nossas esposas a par de nossas brincadeiras fazendo loucuras juntos, mas por enquanto ficar apenas entre nos.

MORANDO COM MEUS TIO 2 -NAO FOI SONHO

Depois de transar com meu tio a campainha toca estando nos eu com meu pau amolecendo dentro do rabo de meu tio deitado em seu peito esporrado levantamos e nos limpamos colocamos nossas cuecas meu tio coloca uma camiseta e um short e vai atender a porta era o correio entregando uma encomenda. Respirei mais aliviado meu tio me chamou para um banho onde nos chupamos e nos beijamos muito e fomos almoçar fora. Saindo do restaurante encontramos um amigo do meu tio que nos convida para uma pelada meu tio agradece mas diz que acabamos de comer Jorge diz que a partida de futebol será mais tarde mas ate lá iríamos ficar conversando com o pessoal meu tio achou uma boa idéia para eu me enturmar um pouco, a partida seria em um clube. Chegando no clube muitos já estavam lá, alguns ate já estavam bêbados, cantando só de calção ou sunga comendo carne assada, e bebendo muito, meu tio Helio me apresentou a todos me elogiou muito muitas piadas foram contadas risos e gargalhadas, apesar da minha timidez estava me divertindo e ficou ainda melhor quando Eustaquio chegou com seu pai e seu irmão, com uma regata no ombro, cabelo liso ate o pescoço, peito sem nenhum fio de cabelo nem nas axilas, short ate os joelhos, uma bundinha empinadinha, corpo magro moreno, me deixou de boca aberta, meu tio percebeu o brilho em meus olhos, chegou no meu ouvido e disse: _ Disfarça garoto, bom gosto vou te apresentar o resto é contigo! Tio Helio se virou e gritou: _ Grande Osvaldo vejo que resolveu aparecer e trazer os rapazes e que rapagões hem? Vem cá deixa eu apresentar meu sobrinho o Sebastian. _ Prazer Sebastian seu tio fala muito de você, estes são meus filhos Eustaquio e Euclides. Eustaquio e Euclides pareciam muito legais logo estávamos conversando como se já nos conhecêssemos curtiam as mesmas musicas os mesmos artistas que eu, Euclides era o mais novo tinha 18 anos muito parecido com o irmão a diferença era o cabelo curto e um pouco mais magro, mas quem me chamou a atenção mesmo foi Eustaquio de 21 anos e seus olhos negros. Com a maior parte dos jogadores bêbados o rachão foi mais engaçado que disputado, eu um perna de pau consegui não me pergunte como fazer um gol que foi comemorado com abraços de meu tio e meus novos amigos Euclides e Eustaquio sentir aquele corpo quente suado de Eustaquio me deixou muito excitado e ele já estava, pois senti seu cacete duro em minha bunda no seu abraço por traz, Euclides fez dois e Eustaquio fez quatro gols e é claro que em todas as comemorações eu o abracei tendo a oportunidade de sentir seu corpo junto ao meu, pois jogamos sem camisa. Depois de uma longa conversa após a partida nos despedimos de todos, trocamos contatos e promessas de conversas futuras pelo computador. No carro no caminho de casa tio Helio pega em meu cacete dizendo que fui muito bem ficou orgulhoso de mim enturmando com todos principalmente com os garotos me pediu um pouco de cuidado, mas que eu fosse em frente que poderia sair dali uma grande e bela amizade. Chegamos em casa tomamos banho descansamos um pouco e Vera chegou, linda foi para seu quarto e voltou com um vestido curto vermelho exuberante, perguntando porque não estávamos vestidos saímos como dois garotos correndo e nos trocamos. No restaurante meu tio estava super alegre contou a Vera sobre nosso passeio, me elogiou, contou varias piadas e historias antigas dele e de seus amigos Vera também super descontraída, fui no banheiro quando voltei percebi que meu tio estava com a mão dentro do vestido de Vera, quando sentei ela se levantou e foi ao banheiro, então meu tio chegou bem próximo de mim e colocou a mão em meu cacete e disse hoje você vai ter uma surpresa! Chegamos em casa e meu tio abriu uma garrafa de vinho eu não sou de beber mas me disseram para abrir uma exceção afinal eu não iria a lugar algum e só estávamos nos ali resolvi aceitar. Em um momento fui na cozinha e quando volta para a sala vejo Vera chupando o cacete de meu tio na sala, fico envergonhado e saio em direção ao meu quarto então meu tio me chama e diz para eu ficar ali com eles, Vera tira o pau de tio Helio da boca e diz que não tem problema que ela sabe que eu gosto também e pergunta se eu não estou afim, aproximo dos dois e meu tio diz para eu fazer como ele me ensinou. Com meu tio sentado no meio do sofá Vera deitado de lado e agachado entre as pernas de meu tio começo a mamar em seu cacete, logo eu e Vera estamos revezando em sugar no cacete de tio Helio. No momento em que Vera esta mamando em seu pau meu tio me beija, desço e começo a mamar em seu cacete Tio Helio começa a mamar no seio de Vera depois abre as pernas de sua esposa afasta sua calcinha e começa a brincar com sua xaninha, então passa a lambe lá enquanto eu mamo em seu cacete. Depois de algum tampo meu tio pede para que eu sente no sofá abre meu zíper e tira meu cacete já duro para fora e começa a me mamar enquanto Vera vem para meu lado e começa a me beijar. Vera oferece seu seios para que eu os chupe o que faço sem excitar, Tio Helio me suga deliciosamente ate que gozo em sua boca neste momento ele levanta e coloca Vera no meio do sofá de quatro e passa a lamber sua xoxota enquanto eu beijo a boca de Vera e acaricio seu peitos, Vera começa a beijar meu peito e a mamar em meus mamilos, Tio Helio vem e me põe a mamar seu cacete, meu pau já começa a dar sinal de vida e Vera o coloca todo na boca. Agora sou eu mamando tio Helio e Vera me mamando neste momento meu tio diz que será a sua vez de experimentar minha bundinha. Fico de quatro no sofá Tio Helio com uma perna flexionada em cima do sofá e a outra no chão se posiciona após lubrificar meu cuzinho com lubrificante trago por Vera começa a me penetrar, Vera fica atrás de meu tio dói muito quase desisto porem Tio Helio diz que já entrou e agora basta eu me acostumar aos poucos a dor vai diminuindo e para me auxiliar Vera vem para debaixo de mim e começa a me chupar o pau, meu tio começa o vai e vem um desconforto inicial aos poucos vai dando lugar ao prazer então meu tio acelera com toda a excitação esporra em meu cu, me deixando com as pernas bambas após encher a boca de Vera de porra vou deitar mas meu tio ainda fode Vera em seu quarto. Dormi exausto no dia seguinte acordei pensando que toda aquela loucura tinha sido um sonho causado pelo vinho, me dei conta que não no café da manha onde recebi um beijo na boca de meu tio Helio e um de Vera, alem de uma deliciosa pegada no pau de cada um o que acabou se tornando uma espécie de cumprimento nosso, sempre ao chegar ou sair fazemos isso no outro e na Vera uma rápida passada de mão em sua vagina um tapinha no bumbum. Após o café entro em uma rede social e la esta um convite de Eustaquio o aceito mas ele não esta on line, mas so de ver aquele convite e sua foto de perfil sem camisa já fico todo excitado me arrumo e vou para o trabalho ganhando beijos dos meus tios e pegadas no pau. Os dias passam cada dia a transa com meus tios ficava melhor com maior intimidade e conhecimento dos gostos e preferências um do outro, minha amizade com Eustaquio também aflora e fico a cada dia mais interessado tendo que me esforçar cada vez mais para que ele não perceba meu interesse com medo de seu afastamento então recebo uma mensagem dizendo: _ Tenho uma proposta para você quer vir na minha casa no sábado para conversarmos? Respondo que quero pergunto o assunto, mas não tenho resposta, fico intrigado o que Eustaquio quer comigo? Auto